Destrinchando

Vietnã

Vietnã –

Onde ir, o que visitar, roteiros e itinerários

Norte – Hanoi

Hanoi está no extremo norte do país, bem perto da China e é uma cidade dividida e “isolada”. Senti um clima de separação do Sul pelo fato de ser uma região menos rica, com cerca de 7 milhões de habitantes em  um país de 85 milhões.

Cerca de 90% da população é budista, predominantemente de agricultores dos cultivos de café e arroz, e o país é um dos maiores exportadores desses produtos. Os agricultores usam chapéus típicos e seus costumes são passados por gerações.

A modernidade chegou e trouxe os veículos motorizados. Somente em Hanoi são cerca de 4 milhões de motos! As duas rodas tomaram as ruas e sumiram com as tradicionais carroças .

 

Sete milhões de motos e a bandeira nacional (governo comunista).

 

Chapéus típicos dos homens e mulheres locais.

Vietnã – Norte – Halong Bay

Depois de ir uma vez e perder o must da viagem por causa de um tufão, decidi voltar para conhecer a tão importante Halong Bay, uma das maravilhas do mundo reconhecida pela Unesco. Essa região fantástica e linda, que fica a quase três horas de ônibus de Hanoi, é composta por milhares de ilhas e ilhotas de calcário, a maioria inabitada.

Está em obras um trem rápido que sairá de Hanoi (com conclusão prevista para 2014).

Existem vários barcos que saem do litoral. Observações importantes: contratar uma agência, assim você terá seu lugar garantido na visita da região que foi considerada uma das sete maravilhas naturais do mundo em 2012. A boa escolha de um barco é importante. As cabines são normalmente muito confortáveis e bem decoradas, as refeições ótimas, em estilo buffet e com preços bem convidativos. Mas vale lembrar: se for muito barato, desconfie!

Os tours, da companhia marítima Indochina Sails, são normalmente de dois dias e uma noite.

Passeios e vista do observatório.

 

O conforto dos barcos.

 

 

 

Vietnã Sul – Ho Chi Minh

No extremo sul do país está Ho Chi Minh ou a antiga Saigon. É a maior e mais moderna cidade do país e tem como ponto forte o mausoléu de Ho Chi Minh, libertador do país contra os franceses (daí o nome da cidade).

O consumo e o capitalismo são marcantes nessa cidade. As famosas grifes parisienses estão presente nos centros comerciais sofisticados ao lado de restaurantes internacionais que são muito bem frequentados por turistas e executivos. Também um dos dez melhores hotéis da Ásia, o Park Hyatt, está na cidade e fica ao lado da ópera, um dos prédios mais lindos e mais visitados de Saigon.

Um ponto imperdível que fica perto de Saigon é o local que concentra o campo da guerra e os túneis do povoado de Cu Chin, que ficam cerca de 60 minutos de Ho Chi Minh.  Lá podemos visitar os famosos túneis vietnamitas e até mesmo dar tiro com metralhadoras da época da guerra.

DICAS:

Para entrar no país os turistas brasileiros devem ter carta convite obtida no site direto do Governo comunista Vietnamita e passaporte com seis meses de validade. Na entrada se paga mais U$25,00 e também é pedida uma foto 5×5.  Vale lembrar que qualquer letra ou vírgula errada no nome da carta pode ser muito prejudicial ao passageiro na imigração.

Destrinchando

Destrinchando

Anterior

Bruschetta

Próximo

Equilíbrio nos sentimentos