Blenda GirardiDestaques

Verão

Verão

9f30e4cd642e956bd02dc4bd6fd96997

Por Blenda Girardi

Você pode ter uma pele linda e sem ter que se expor a todo tempo no sol, sabe como. Com alimentação. Confira:

04902b9805b07923750ba5b7bba5343e-1

A COR DO VERÃO

Moramos num país solar. Uma querida amiga estrangeira, vinda de um país frio, que o diga. Ela conta que o melhor do Brasil é o nosso Sol. E a cor que nossa pele fica ao nos bronzearmos.

Mas agora leitor, você deve estar aí, se perguntando; porque eu, que não estou nem um pouco com a cor do verão, estou aqui, falando com você sobre isso!

Porque sim, é possível, até quem tem a pele mais sensível, obter aquela cor tão bonita, que é a cara do verão.

Sempre vale enfatizar que devemos estar munidos de bloqueadores solares, óculos, chapéus, e que a exposição solar em determinados horários não é recomendável. E aí é que está a boa notícia: É possível, aliado sim, a toda esta necessária proteção, obter uma bela ‘cor solar’.

Onde está então o segredo? De novo, na alimentação.

É querido leitor, aqui estamos nós, mais uma vez, falando da alimentação nossa de cada dia. Provavelmente porque tudo o que ingerimos, tudo o que colocamos pra dentro do nosso corpo, refletirá na nossa saúde, e também, é claro, na pele!

Para a nutricionista Tatiana Zanin, “alimentos ricos em betacaroteno não só ajudam no bronzeado, como aceleram o bronze porque contribuem para a produção de melanina que dá cor à pele.” E não pára por aí.

Ela ainda comenta que, “para sentir os efeitos do betacaroteno no bronzeado, deve-se consumir 2 ou 3 vezes ao dia alimentos ricos em betacaroteno pelo menos 7 dias antes da 1a exposição solar.”

Ou seja, estamos mais que na hora de já começarmos a comer acerola, melancia, manga (minha fruta favorita!), cenoura, melão… Enfim! Assim, a quantidade de betacaroteno se fará presente no seu organismo, protegendo a pele e a deixando com a cor do verão.

E isso é tão real, que o excesso dessa substância, o betacaroteno, pode deixar a pele alaranjada, também conhecida como carotenemia, que volta ao normal com a redução do consumo desses alimentos.

Por isso, converse com seu nutricionista! Peça-o para preparar uma dieta que lhe favoreça também na saúde da cor da sua pele!

Com protetores solares, nas horas recomendáveis pelos dermatologistas e incrementados a uma dieta rica em betacaroteno corretamente dosada por um profissional, você amado leitor, poderá ficar com uma pele de cor bonita, saudável, com a cara do verão e o melhor: sem parecer um pimentão.

Lucas Machado

Lucas Machado

Escritor, profissional de Marketing e Comunicação.

Anterior

O Céu é o limite

Próximo

Balé