Blenda GirardiDestaques

Times de futebol

Times de futebol

Times de futebol

Por Blenda Girardi

Caros leitores, hoje o tema abordado será diferente do usual. Mas espero que, nem por isso, menos interessante. Na correria nossa de cada dia, pegando mais um táxi, notei que no carro haviam inúmeras figuras, chaveiros e adesivos de um determinado time de futebol (prefiro não falar o nome, longe de mim a discórdia!). Meu celular sem bateria, curiosa como sou, resolvi iniciar um bate-papo naquilo que, aparentemente, parecia ser uma paixão dele: “Feliz com o resultado do seu time, hein?” Foi quando ele me abriu um sorriso largo, de ponta a ponta, e concordou.

Pronto, dada a largada para uma prosa descontraída e nada agressiva. De estressante, bastavam as horas que aquele profissional já estava no trânsito… Em nossa coluna, para quem já acompanha nossos textos há algum tempo, sabe que de uns temas para cá, compartilhamos alguns assuntos raramente divulgados nas mídias tradicionais. Com foco nisso, soltei a seguinte pergunta ao nosso taxista: “Você acredita que os resultados dos times de futebol desses grandes campeonatos possam ser manipulados?”

Ele afirmou que tinha quase certeza que eram sim jogos com resultados manipulados. Mas minha surpresa viria agora. O profissional parecia bastante sincero, e então, aproveitei para fazer minha última pergunta: “Bem, se você me diz que acha que são resultados manipulados, porque você investe seu suado dinheirinho em ser membro de torcida organizada, em estar em todos os jogos, muitas das vezes pagando preços altos”?

Pasmem. Ele, com uma rara sinceridade hoje em dia, respondeu: “Ah, a gente prefere ser enganado do que encarar a verdade.” Sim, meus caros leitores, essas foram as exatas palavras deles. Essa breve historinha só me fez refletir sobre tudo em nossa vida onde precisamos encarar a verdade e que a jogamos para debaixo do tapete. Isso inclui as visitas regulares aos médicos para averiguarmos nossa saúde. A verdade dá trabalho. É dura às vezes. Mas ela promove algo incomparável: a liberdade.

O taxista daqui do nosso texto, respondeu até com certa tristeza, mas foi sincero naquilo que ele acreditava. Ainda que fosse algo nocivo. Jogando para a saúde, estamos prontos para encarar a verdade? Se sim, muito mais que reconhecer a verdade, fazer algo em cima dessa verdade? Maior que reconhecer algo, é agir em cima desta realidade. Isso é mudança.

Leia mais:

Viver e Sobreviver

Alimentos Transgênicos

Blenda Girardi

Blenda Girardi

Bailarina profissional há mais de 20 anos. Primeira bailarina clássica em sua companhia em Belo Horizonte/MG aos 19 anos e posteriormente, dedicou-se a todos os outros estilos de dança. (Jazz, contemporâneo, jazz funk, hip hop,
samba, musicais, etc). Formada também em Educação Física, estudante de teatro e canto atualmente.

Trabalha em programas de tv, como o ‘Domingão do Faustão’, da Rede Globo de Televisão, nos quadros que necessitam de bailarinos., fotografa como modelo para campanhas, etc.

Tem um solo show intitulado ‘Samba De Ponta’; que é um misto de samba com ballet nas sapatilhas de ponta, fazendo apresentações em eventos nacionais e internacionais. Destaque para o encerramento da Copa do Mundo de Judô, transmitido ao vivo pelo SPORTV, canais Globo.

Anterior

Viver e Sobreviver

Próximo

Decoração com tambores