DestaquesFitnessLucas MachadoSaulo Arruda

Saúde física e mental

Saúde física e mental

Saúde física e mental

Por Saulo Arruda

No post anterior fiz uma reflexão sobre o tema MUDANÇAS. O propósito foi destacar a importância de acolhermos bem as transformações que a vida nos atribui, afinal trata-se de um belo exercício e um grande respeito à nossa saúde mental.

Complementar a este bem-estar da alma; devemos cuidar também da nossa saúde física.

604e66e76145651f01304868903229c3

Durante uma consulta, meu ortopedista disse que, fisicamente, o nosso corpo perde três coisas de maneira acentuada à medida que envelhecemos: – o condicionamento cardiovascular, a flexibilidade e parte da massa muscular. Estes fatores têm uma relação direta com a nossa qualidade de vida e longevidade.

Diante desta constatação, refleti sobre os três aspectos, afinal adotei o hábito da corrida há mais de 18 anos pensando justamente numa mais vida saudável, longa e equilibrada.

 

Compreendi que o condicionamento cardiovascular pode ser bem amparado pela prática regular de uma atividade aeróbica. Seja a corrida de rua ou demais opções de esporte.

Isso porque o coração de um esportista é treinado para bombear um volume maior de sangue para os demais órgãos, tecidos e músculos em atividade. Isso lhe consente uma quantidade menor de batidas, portanto menos desgaste.

Na sequência, entendi que o alongamento e massagens esportivas são determinantes para mantermos uma boa elasticidade.

Existem mitos sobre a importância ou não do alongamento para o melhor desempenho esportivo, mas prefiro considerar que a atividade é benéfica para uma vida mais duradoura e confortável, independente da performance.

Como atleta, testemunho que o alongar o corpo também contribui para o meu fortalecimento muscular e autoconhecimento corporal.

Quanto ao tônus dos músculos, estou convicto que regulares sessões de musculação são indispensáveis para manter e até aumentar as nossas fibras musculares e massa óssea.

Não sou diferente da grande maioria das pessoas. Confesso que também não gostava de “puxar ferro” na academia, mas estou tão convencido dos benefícios da atividade, que ela se tornou um prazeroso hábito.

Mesmo não sendo fisioterapeuta, mas no intuito de inspirá-lo a fazer atividades físicas, caso ainda não a faça, vou expor a minha experiência sobre a musculação compartilhada com as rotinas de corredor.

Durante uma corrida, realizamos os mesmos movimentos com os pés, pernas, tronco, braços, pescoço em grande parte do tempo. Com esta regularidade, dificilmente lesionamos, exceto pelo treino excessivo, que também pode ser evitado com o fortalecimento muscular.

Mas a situação mais adversa é quando fazemos movimentos inesperados como saltar um buraco, degrau, pisar num terreno fofo ou tropeçar numa raiz de árvore. Nestas circunstâncias exigimos de outros músculos que podem estar frágeis. É nestes momentos que ocorrem as graves lesões.

A musculação atua justamente no condicionamento de todas estas musculaturas em prol da melhor performance, manutenção da postura, redução dos desgastes nas corridas e na prevenção de lesões.

Portanto, se você é um corredor ou pretende fazer parte desta geração saúde, adote também a musculação e o alongamento.

Fortalecer o corpo é um passo importante para o bem-estar, performance, beleza, vida longa e saúde física e mental.

Então movimente-se, malhe e aceite mudanças para ser feliz e por mais tempo!

Destrinchando

Destrinchando

Anterior

Prato Chileno

Próximo

Ansiedade