ComportamentoDestaquesDestrinchando

São Paulo – Guilherme Kramer

São Paulo – Guilherme Kramer

São Paulo - Guilherme Kramer

Por Guilherme Kramer

Foi no bairro Liberdade, em Sampa, que ele comprou seus primeiros pincéis e tintas. Depois disso, não parou mais. “O que eu fazia num pequeno pedaço de papel passei a fazer de qualquer tamanho. E comecei a colocar no Flickr, tanto eu quanto todos os meus amigos da época grafiteiros, tatuadores e animadores”,
conta ele, que ainda ressalta:

“Depois de dois anos e meio em Barcelona, já estava engajado na cena local. Foi aí que peguei o suingue da lata. O grafite tem isso, é um agregador. Todos se comunicam de uma forma bem expressiva, e nos
ajudamos. Isso é como no skate, no rap. Aliás, nós viemos desse mundo”.

11

São Paulo não espera,
ela desespera com o barulho de todo entulho,
vibra na intensidade da luz, que corta o escuro, muro, praça e morte!

Acorda e levanta, teu corpo aguenta tanto cinza.

A cor perde seu encanto nos cantos desta cidade,
idade tu tens, é jovem tanto quanto nós!

Vai dormir cabeça cansada, esmiuçada.
Louca de tanto ver, farta de tanto pensar.

Amar isso é loucura, São Paulo não é amor,
é pedra sobre pedra, pensamento obsessivo.

Eu quero o corpo quente dessa cidade!

Lucas Machado

Lucas Machado

Escritor, profissional de Marketing e Comunicação.

Anterior

Treinamento Fitness

Próximo

Mercados Vintage