DestaquesDestrinchando

Rússia

Rússia

Por Alfredo Savi

Foto: Alfredo Savi

1080-1024x687

O país com maior área de extensão mundial, cobrindo quase 10% do território terrestre, tem a nona população do mundial, com 142 milhões de habitantes. É tão grande que faz fronteira com Noruega, Finlândia, Estônia, Letônia, Lituânia, Polônia, Bielorússia, Ucrânia, Georgia, Azerbajão, Cazaquistão, China, Mongólia, Coréia e até com o mar do Japão.

Sua grandeza é vista inclusive no seu brasão tem uma águia de duas cabeças, uma olhando para o oriente e outra para o ocidente, já que uma só não conseguiria olhar todo território. Com quase 160 grupos étnicos e 100 idiomas, a língua oficial é o russo.

Para chegar à Rússia fui de duas forma: de trem Sibelius, um trem que sai de Helsink e vai a St. Petesburgo, e de avião, chegando por Moscou e São Petersburgo, duas cidades lindas.

Moscou, como em Londres, apresenta cinco aeroportos.

Uma das coisas mais importantes para alertar aos turista: ter muita cautela com os carteristas, ou trombadinhas, que estão em todas as partes. Todo cuidado é pouco!  Nunca saia com passaporte e todo seu dinheiro na bolsa, use sempre pochetes por baixo da roupa.

Moscou, a capital da Rússia, é uma cidade enorme com 11 milhões de pessoas.O metrô tem 185 estações de uso público e 352 km de extensão. Também existe uma linha que é a linha do governo que é secreta e ninguém tem acesso (é uma segunda linha abaixo da pública). Durante o período da Guerra Fria construíram as estações em grandes profundidades para caso fosse iniciado um bombardeio para que as pessoas utilizassem como bunkers, abrigos nucleares. Muitas são verdadeiras obras de arte.

Com uma economia de mercado, a Rússia é responsável pela sobrevivência total da Europa já que fornece gás natural no inverno à maior parte dos europeus, com a oitava maior reserva de petróleo, a segunda em carvão é o maior país em energia natural.

O dinheiro é o Rublo (Rb), com notas de 10, 50, 100, 500, e moedas e 1,2 e 5 circulando. A energia elétrica é de 220v e os pinos são redondos.

Com a abertura da Perestroica, os russos cresceram economicamente e chamaram a atenção das grandes brands e magazines de todo o mundo. O centro comercial GUM que fica na Praça Vermelha, durante o regime comunista era um prédio velho onde se vendia hortifrúti, e hoje abriga Prada, Armani, Louis Vuitton entre outras marcas que tomam conta do luxo que impera no novo mercado emergente russo.

Uma das nações com maior número de cristãos no Kremlin concentram os prédio do poder russo e seis igrejas, uma das quais a mais famosa devido à sua arquitetura e cores que chamam a atenção e se tornaram um marco na arquitetura russa.

São Petersburgo – LED – Leningrado

São Pedro, o apóstolo, é o padroeiro desta maravilhosa cidade que fica às margens do rio Neva, no golfo da Finlândia. Fundada por Pedro o Grande, foi capital do império russo por mais de 200 anos é conhecida também como Veneza do Norte. É com certeza uma das mais lindas cidades do mundo, além de estar entre uma das cidades mais imponentes e culturais da Europa.

Nesta cidade que Hitler foi derrotado pelo exército vermelho.

Luxo e ostentação nunca tiveram limites para os czares e czarinas da época, de botões de roupas em marfim às carruagens de luxo, à quantidade de ouro e joias. Os vários e imensos palácios com as paredes em ceda e veludo, como o palácio de Peterho, que provam isso!

Em estilo rococó, o Palácio de Inverno, que fica no centro da cidade, foi a residência oficial dos Czares quase ininterruptamente desde sua construção até a queda da monarquia russa, e hoje abriga o fantástico museu Hermitage.

 

 

 

Destrinchando

Destrinchando

Anterior

Batizados

Próximo

Pin up's