Blenda GirardiDestaques

Refrigerante faz mal

Refrigerante faz mal

Refrigerante faz mal

Por Blenda Girardi

Muitos de nós já ouvimos falar que refrigerante faz mal. Fato é que médicos, nutrólogos, nutricionistas e até mesmo aquele nosso amigo fitness já devem ter falado pelo menos uma vez que refrigerante não faz bem não, faz mal.

Mas é claro, como sempre em nossos textos, todos os nossos assuntos são estritamente baseados em profissionais correspondentes, e desta vez, quem nos esclarece sobre esse tema é o Doutor Maurício Garcia, médico, personal / professional coach pela Sociedade Brasileira de Coaching e Fundador do Comece a Emagrecer.

Ele começa falando um dado que para a maioria das pessoas pode ser algo normal, mas confesso que foi um choque para mim. Ele diz: “o consumo de refrigerantes no Brasil é desenfreado, fazendo com que muita gente beba mais refrigerante do que água.” Galera, isso é muito sério! Ou seja, tem gente matando a sede com refrigerante!

Isso não pode ser tratado de maneira normal, é importante que os grandes veículos divulguem dados do que o consumo diário de refrigerantes pode impactar na nossa saúde. Olha o que o médico afirma: “uma lata de refrigerante contém o equivalente a 10 colheres de açúcar. Essa quantidade absurda vai causar um aumento incrível de glicose no sangue, e consequentemente, picos de insulina.”

E para quem pode estar pensando que beber moderadamente não haverá malefícios, ou ainda, trocar os refrigerantes normais por diets, zero, ou lights, olha o que o profissional alerta: “Mesmo o consumo moderado de refrigerantes pode ser perigoso, e refrigerantes zero ou light também não são uma boa alternativa.”

O Doutor Maurício cita ainda diversos outros malefícios do refrigerante do qual poderíamos expor aqui. Mas, o ideal, é você perguntar ao seu nutricionista a respeito dessa bebida que, de benefícios, os profissionais concordam em uma coisa: não há. Mate sua sede, não sua saúde.

Leia mais:

Jovem e liberdade

Cintos Masculinos

Blenda Girardi

Blenda Girardi

Bailarina profissional há mais de 20 anos. Primeira bailarina clássica em sua companhia em Belo Horizonte/MG aos 19 anos e posteriormente, dedicou-se a todos os outros estilos de dança. (Jazz, contemporâneo, jazz funk, hip hop,
samba, musicais, etc). Formada também em Educação Física, estudante de teatro e canto atualmente.

Trabalha em programas de tv, como o ‘Domingão do Faustão’, da Rede Globo de Televisão, nos quadros que necessitam de bailarinos., fotografa como modelo para campanhas, etc.

Tem um solo show intitulado ‘Samba De Ponta’; que é um misto de samba com ballet nas sapatilhas de ponta, fazendo apresentações em eventos nacionais e internacionais. Destaque para o encerramento da Copa do Mundo de Judô, transmitido ao vivo pelo SPORTV, canais Globo.

Anterior

Aprendendo com o mestre interior

Próximo

Global Peace