Thiago Chiericatti

Rabanada

Rabanada

Por Thiago Chiericatti

Quantas vezes você já pensou em fazer algo diferente e não fez por falta de grana? Existem receitas na internet que podem ser reescritas com um toque de casa ou melhor dizendo, com o seu toque. Peça licença para sua mãe do fogão e vamos colocar a mão na massa, dar um descanso para a ‘coroa’ já que ela ficou a tarde toda fazendo aqueles pratos que deixa qualquer chefe de cozinha babando!

Existe receitas que podem passar anos, e até décadas, mas elas passam de geração a geração e continuam com o mesmo toque, então vamos fazer ela, porém, com o seu toque.

Um novo prato pede nada mais que uma confraternização e isso ninguém se esquece. Tenho costume de dizer que entre cadeiras e a tábua da mesa não existe dinheiro que se compre.

Um sorriso, uma gargalhada. Não existe preço.  Mesmo você que teve um ano cheio, esqueça seus problemas mesmo por algumas horas e faça um 2016 cheio de luz e prosperidade. Não se deixe levar mesmo que seja por um momento, faça diferente dos anos que se passaram e sua noite terá um verdadeiro sentido.

_______________________________________________

Vocês conhecem rabanada?

Rabanada é um doce de pão de trigo (pão-de-forma baguete ou outro) em fatias, depois de molhadas em leite, vinho (Usa-se vinho tinto ou branco) ou calda de açúcar, são passadas por ovos e fritas.

As rabanadas fazem parte de muitas mesas da consoada em Portugal ( uma pequena ceia que se toma ao final da tarde), e em várias ceias do Brasil. Servem-se polvilhadas com açúcar de canela ou regadas com calda de açúcar, xarope de bordo ou mel. Outrora, a palavra “rabanada” era apenas utilizada a norte do rio Mondego e ao mesmo doce atribuía-se, a partir da margem sul do referido rio, o nome de fatia-dourada, ou fatia-de-parida. Em outros países são típicos nas celebrações de “Espanha da Quaresma” e Semana Santa e em várias partes do México, como Zacatecas.

________________________________________________

Ingredientes

5 ovos grandes
60 ml de leite
2 colheres de sopa de açúcar refinado ou confeiteiro
1 colher de chá de essência de baunilha
Uma pitada de sal
6 fatias de pães branco
Manteiga
Açúcar refinado ou confeiteiro
Frutas vermelhas
1 colher de canela

A preparação:

Primeiro vamos começar a preparar a calda que vai acompanhar a nossa torrada.

Em uma panela antiaderente acrescente blueberries, morangos, framboesa (mesmo congelados) açúcar refinado e aguarde ferver em fogo baixo, mexendo ocasionalmente.

Quando começar a ferver, adicione a canela, retire do fogo e fechar a panela para que a calda permanece quente.

Agora, para a preparação de nosso rabanada … ..

Em uma tigela grande o suficiente para manter as fatias de pão, bate os ovos com o leite, o açúcar, a baunilha e sal.

Depois de bem misturado juntos, coloque as fatias de pães mergulhamos na mistura e deixe de molho por um minuto em cada lado.

Agora pegue uma panela, derreta a manteiga, eu frito as fatias até que o fundo fique dourado, vire-a e deixe dourar do outro lado.

Agora só temos que finalizar os pratos , despeje uma colher de calda de frutas em um prato, coloque as fatias de rabanada ao centro, polvilhe com açúcar de confeiteiro e para deixar com um toque especial acrescente algumas frutas.

Não esquecendo de um detalhes a calda de frutas vermelhas podem ser usadas como geleias se forem levadas a geladeira

Thiago Chiericatti

Thiago Chiericatti

Thiago Chiericatti já esteve a frente de grandes restaurantes em Belo Horizonte e na Itália. Passando pelo restaurante topo do mundo, Vila Floriano e o respeitado Giussepe Trattoria em Milão. O chef Chiericatti está em grande evidencia no mercado da gastronomia por sempre ser ousado em arriscar novas receitas.

Anterior

Fatos X Problemas

Próximo

Milhas aéreas