DestaquesDestrinchando

Ponto de equilíbrio

Ponto de equilíbrio

Ponto de equilíbrio

Destrinchando – Por Lucas Machado

O ponto de equilíbrio entre ceder e dizer não.

Este é mais um ponto para uma boa reflexão e que preocupa pais, educadores, líderes, pessoas em geral.

É saber aquele ponto exato do equilíbrio: quando podemos ser mais flexíveis e permitir coisas e quando devemos manter nossas crenças a todos custo.

Esta questão vale tanto para nós quanto para para a relação com os outros, pois os questionamentos existem nas duas situações, e precisamos entendê-las igualmente.

No nosso caso, quando dizem não ao nossos desejos, expectativas e aspirações, devemos saber os porquês dessa decisão, para que não caiamos na armadilha do arrependimento que traz muito desconforto, já que na maioria das vezes não temos como voltar atrás, e ai ficamos com o gosto amargo na mente e no coração da escolha errada.

Existe a situação do dizer não para nós para que não haja uma exposição de sentimentos, por meio do desconhecido, pela dificuldade de aceitação de alguns sentimentos ou reações que teimamos em esconder.

Ai o não aparece como forma de autoproteção, em relação aos nossos medos.

Também quando dizemos não ao mundo, ele pode refletir uma necessidade de poder, como se o não significasse uma necessidade de poder superior, aos outros, porque pode mais, é mais..

Esta palavrinha curta e simples que, durante nossa vida, ouvimos e dizemos uma infinidade de vezes, é terrivelmente temida, tanto no dizer quanto no falar.

Mas absolutamente necessária e precisa ser utilizada. Assim , saiba quando dizer e ouvir. Em especial nas seguintes situações:

  • Quando não quiser deixar claro uma posição sobre um assunto qualquer
  • Quando for preciso colocar limites – Isto vale inclusive para o amor
  • Quando estiver muito em dúvida
  • Quando for ferir seus valores

Falamos muito do não, mas então quando devemos ceder, dizer o sim que todos nós gostamos de praticar, dizendo ou ouvindo. Quando na vida nossa postura é no ganha-ganha, tendemos a dizer muito mais o sim, pois o objetivo é de conquista e de sucesso – se você optar pela abundância pode pode entra em um jogo muito mais interessante. Para isso é preciso a palavrinha mágica. CONFIANÇA. E mais ela tem que ser mútua.

A confiança mútua é estabelecida por três pilares principais:

Sinceridade: Você é Honesto consigo mesmo? Seu discurso é igual as suas atitudes

Competência: O que você diz, você sabe fazer?

Histórias passadas: Como você se comportou em situações iguais no passado

Precisamos saber os momentos que precisamos ceder e os momentos de dizer o NÃO. O grande lance é não deixar que os fatores aos seu redor entrem para dentro de você isso sim vai fazer a grande diferença.

leia mais:

Entrevista – Rafaela Kodama

Jovem e liberdade

 

Destrinchando

Destrinchando

Anterior

Semana da Moda de Nova York 2017

Próximo

Restaurante Xapuri