Débora BlandaDestaques

Pergunto

Pergunto

Por Débora Blanda
PerguntoEu sei que ponto de interrogação não é palavra, mas é que minha mente anda cheia de perguntas. Então antes de mostrar mais palavras pelas quais eu tenho profundo apreço, vou compartilhar algumas das interrogações, em formato de perguntas, que tem preenchido e superlotado minha cabeça..:

3

Me pergunto se um dia a gente aprende, aprende a dar valor pra quem valoriza a gente, aprende o que é importante de fato. Me pergunto se um dia a gente aprende a aprender. Me pergunto se um dia a gente muda e deixa pra trás maus hábitos. Me pergunto se isso é o que acontece quando a gente cresce, ou se isso é o que acontece quando a gente esquece de crescer. Me pergunto qual o ponto em que você reconhece uma verdadeira amizade.

4

Como a gente acha o verdadeiro amor. Se em algum ponto a gente faz alguma diferença boa na vida dos outros. Se amor de verdade é aquele em que você é amado de volta ou se é quando isso nem importa. Se tem idade pra falar da vida. Será que tem idade pra falar de amor. Se a juventude é desperdiçada pelos jovens ou tem outro jeito viver. O sistema é soberano como ainda temos esperança, sabemos quem somos de mais sobre coisas que importam de menos, quem esperava ser 5 anos atrás o que quero ser em 5 anos. Se me sentirei jovem aos 50, ficamos tão bons em repetir erros passados, se quero achar respostas ou se só quero continuar perguntando.

5

Destrinchando

Destrinchando

Anterior

Olimpíadas 2016

Próximo

O que nos falta