DestaquesDestrinchando

Paixão

Paixão

Paixão

Tratado sobre a Paixão.

Por Amanda Ferr

Se analisarmos a origem da palavra paixão, ela vem da palavra pathos, que por sua vez, significa patologia, ou seja a paixão não é um estado natural do ser humano, mas um estado patológico, uma doença.

E como tal, ela tem seus sintomas, falta de apetite, estado de alienação, obsessão pelo objeto de desejo e uma ânsia de estar com a pessoa o tempo todo e querer consumi- lá.

O mundo para, o tempo deixa de ser cronológico, conta- se momentos com a pessoa amada e não as horas do relógio que por sua vez, como por mágica se tornam intermináveis se longe do seu amor. Em contrapartida, o tempo com a pessoa amada voa, 20 minutos em um.

E tudo que se pensa são nos beijos, no toque, no cheiro que passa a ser viciante.

Apaixonados vivem uma realidade a parte, que se bem aproveitada, essa fase te proporciona uma explosão de energia, mas se frustrada causa a famosa dor de cotovelo, que dói quase que fisicamente.

A boa notícia, ou má, é que ela passa e pode deixar cinzas, a sorte de um amor tranquilo, ou uma boa amizade.

Leia mais:

Sofrer por amor: Luxo ou Lixo?

Mar íntimo

 

Destrinchando

Destrinchando

Anterior

Bolinho de Bacalhau

Próximo

Tempo