Carolina Neves NeivaDestaques

Paixão Perigosa

Paixão Perigosa

Paixão Perigosa

Por Carolina Neves Neiva

Paixão perigosa

Relacionar-se com alguém é sempre perigoso, pois nunca sabemos o que vai acontecer. Isso chama-se vida. Não dá para saber, ter uma bola de cristal para saber o que será certo ou errado.

Mas existem as paixões e amores perigosos, aqueles que te colocam em um lugar que mesmo você sabendo que não te levará a lugar algum, você fica por comodismo, medo de ficar sozinha(o), esperança que o outro mude. Mas e se nesse relacionamento tóxico, já foi falado inúmeras vezes que você é apenas uma transa e nada mais. Cheia de mentiras bobas, dadas com a desculpa de não machucar o outro.

Quanta carência ou até mesmo desespero existe dentro de nós para aceitar coisas desse tipo. E até começar a achar isso normal, e dizer a se mesmo que não quer nada sério, que isso basta.

Porque o esse medo de ficar sozinho (a) sendo que, você já está? Porque aceitar? Porque não colocar um ponto final? Homens e mulheres passam por isso, mas posso dizer que as mulheres ainda não estão preparadas para esse mundo de ser apenas uma transa, e eu pessoalmente dou graças faço parte desse grupo.

Onde estão àquelas velhas maneiras de romance, talvez hoje considerada até piegas por alguns, mas que enche os olhos de lágrimas e o coração fica apertado. Sentada em um restaurante, e como escritora tudo me chama atenção, e me faz pensar. Estava um homem sozinho almoçando, e pediu um ceviche maravilho.

Logo após ele tirou uma foto dele com o prato e enviou para alguém. E assim tocou o telefone, como a mesa era ao lado dava para escutar, pois também estava sozinha e o restaurante vazio. A pessoa ao telefone com ele era uma mulher, e ela questionou algo, que não deu para entender, mas a resposta foi essa: você não reparou que o que postei no Instagram foi a nossa musica? Foi uma declaração de amor e saudade que fiz a você .

Uau… Nessa hora pensei onde está esse tipo de homem? E porque uma declaração de amor passou desapercebida pela namorada? E a delicadeza de mandar uma foto dele comendo um prato que ambos gostam? O amor acabou de vez? O romantismo foi engolido pelos relacionamentos tóxicos?

Sendo assim é melhor ficar envolvida em algo sem futuro para não ficar sozinha (o), ou esperar e abrir os olhos para o que realmente pode ser de verdade. Fica aqui minha pergunta. Você esta em um relacionamento tóxico? Ou podemos falar em um relacionamento a dois sozinhos (a). Ou realmente ainda existe amor de verdade.

Leia mais:

Narcisista, patológico, mentiroso e compulsivo

Planeta Brasil 2017

Carol Neves Neiva

Carol Neves Neiva

Psicóloga clínica especializada em psicóloga hospitalar.
Life coaching.
Atuo na área de motivacional a 6 anos.

Anterior

Comunicar e argumentar

Próximo

Receitas de Nutricionistas