DestaquesDestrinchando

O fim da avianca pode alavancar preços de passagens aéreas

O fim da avianca pode alavancar preços de passagens aéreas

Destrinchando

Segundo avaliação de José Ricardo Botelho, presidente da Agência Nacional de Aviação Civil, uma possível saída da Avianca Brasil do mercado brasileiro pode sim fazer subir as passagens  aéreas. Para ele, a alternativa para a entrada de novos competidores é a aprovação da medida provisória que autoriza entrada de 100% de capital estrangeiro no país. “Menos concorrência tende a impactar os preços de qualquer setor, especialmente no transporte aéreo”, afirmou.

Marcelo Rocha? Em 2001 ele se passou pelo dono da Gol e enganou todo mundo em um camarote do carnaval de Recife. Mas ao ser perguntado pelo apresentador Amaury Júnior sobre qual era o segredo da Gol, ele foi enfático: “Nós partimos do princípio básico de nunca estar devendo nada pra ninguém. Temos todas as nossas aeronaves quitadas e não fazemos leasing, o que prejudica a aviação.”

Hoje o leasing é muito comum, uma vez que é mais viável pagar barato pelo acesso do que pagar caro pela posse. Porém, detalhes como taxas e prazos de pagamento, câmbio, combustível e oscilação de demanda podem afetar de forma contundente uma aérea, o que faz com que a companhia tenha que devolver as aeronaves e diminuir o número de voos, o que diminui também a receita e por consequência, o lucro. É o caso da Avianca Brasil, que teve 1,38% de crescimento em Market share no início de 2018 e agora está prestes a falir. Logo, se sua empresa não tem ótimos gestores e nem um plano de ação para estruturar uma metodologia Cost Deployment, nem pense em fazer leasing. É pura verdade segundo comentário de um grande engenheiro de produção.

Leia mais:

Adidas lança tênis 100% reciclável

Lucas Machado

Lucas Machado

Escritor, profissional de Marketing e Comunicação.

Anterior

Desistir? Conheça a história do fundador da Kentucky Fried Chicken de 88 anos

Próximo

Exposição Paulo Whitaker