DestaquesFitnessLucas Machado

Noel Rosa

Noel Rosa

Noel Rosa

Por Lucas Machado

Não tem como falar de carnaval sem nos lembrar deste mestre. Da imperfeição ao charme, Noel Rosa. Confira;

Nascido em 1910, em um sobrado em Vila Isabel, o hit maker do samba, no seu parto teve o queixo mutilado, mas soube fazer da imperfeição um charme. Galanteador de primeira classe, rosa cultuou a malandragem, ser chamado de fingido para ele era uma das maiores ofensas.

Com voz pequena e irônica, Noel encantou não só a Vila e o povão do samba, mas diversas meninas audaciosas, aquelas de família mas que gostam mesmo é de um bom vagabundo de rua, em seguida denominado boêmio daqueles que pede por favor para o sol não nascer.

Uma só vida para tantos amores. Precoce em todos os sentidos, a Vila pariu um dos seus primeiros sucessos. “Com que roupa” – Haverá questão mais feminina? Até seus 26 anos de idade construiu toda sua obra, com um total de 259 composições, entre elas diversas pérolas.

Imagino um Noel urgente, com pressa talvez com a intuição da morte adiantada pelo diagnóstico da tuberculose. Um sambista da alegria angustiado pelo tempo, que não nos da o tempo necessário a imperfeição que a vida nos prega.

Segundo o sambista, mulher que entrega o coração para depois tomá-lo, sofre de falsidade profunda. Para ele o amor vem por princípio, e lá no morro o amor é amor para sempre. Em todo canto é maldade viver sem afago, e coração que não vibra, não vale a pena ser louvado.

Noel, nunca perdeu tempo com ciúmes, pois não deixava espaço para sentimentos mesquinhos. Ao contrario era homem de alma grande, senhor de moral que até os dias de hoje, causa susto nos machos de plantão, para os que o pesquisaram assim como eu, neste texto que será de vez tão importante como suas obras para imortalizá-lo.

Noel foi um homem que, mesmo sem tempo para perder, entra com tudo no ramo da conquista, e se permite em esperar a sua hora. A conclusão que Noel nos deixa ou melhor o seu legado. Benditos sejam os homens que esperam o passeio de suas amantes por outras estradas vivendo outras paisagens. As verdadeiras irão sempre voltar, pois o melhor sempre esta por vir, a volta é certa.

 

 

Lucas Machado

Lucas Machado

Escritor, profissional de Marketing e Comunicação.

Planeta Brasil
Anterior

Planeta Brasil

Próximo

Desculpas mentiras