DestaquesMulher

Musthavee

Musthavee

Musthavee

 

E foi assim…

Numa improvável conversa numa mesa de bar, que a Musthavee começou. Três amigas, três histórias, três corações ansiosos. Uma ideia disforme, mas com muita vontade de crescer.

Julia era formada em gastronomia e cursava moda. Luiza era formada em moda e gostava de  gastronomia. Mariana tinha uma marca de acessórios mas desejava algo mais.

A moda corria na veia, paralela à indignação de não conseguirem encontrar o que queriam usar – era a vontade do aqui-e-agora-por-preços-honestos.

De fato, as três haviam vivido em outros países e guardavam a lembrança de dias regados a compras de roupas lindas, com preços incríveis. E foi nesse caminho que buscaram a primeira concretização da ideia.

De início, viajavam para fora garimpavam tendências ao redor do mundo. Tudo lindo, tudo bem aceito, mas não preenchia todos os  anseios e devaneios – estava latente a moda como processo de criação.

Assim surgiram as primeiras peças – cinco modelos de vestidos que esgotaram no dia do lançamento! As peças compradas iam ficando cada vez mais de lado, e a moda autoral começava a surtir muito mais resultados do que poderiam imaginar. Conclusão: os vestidos foram o start para a primeira coleção, 100% handmade. 

O processo de criação tomou conta dos corações de Mariana e Julia. Já Luiza percebeu que na verdade gostava mesmo era de comida, e mudou para Austrália para fazer um curso de gastronomia. Foi quando Julia e Mariana tiveram que decidir se acabavam com a marca ou acreditavam no sonho! Decidiram mergulhar de cabeça e foram convidadas a participar do Ready to Go, concurso de novos talentos do Minas Trend Preview.

A partir daí, a Musthavee só cresceu, desenvolveu, estabeleceu clientes e ganha novos adeptos a cada dia. Aquela ideia disforme tinha finalmente tomado forma e mudado suas vidas, suas idéias. O esforço pra tornar real um esboço, dar vida à um desenho, fazer parte do cotidiano de tanta gente através de suas criações.

Muito do que nos tornamos decorre de não sermos apenas uma marca de roupa. Nós levamos para o público o lifestyle que acreditamos. Nós não preocupamos só com a tendência! Queremos uma roupa que converse bem com o corpo! Uma peça que só é aprovada quando a modelagem está perfeita, que respeita e valoriza as curvas do corpo, sem nunca deixar o conforto de lado! Mas não é só de roupas que estamos falando….acreditamos em um mundo melhor, onde a energia é gasta de maneira correta, onde o processo de criação trata todos com carinho e respeito.

É o amor que nos move. Amor pelo que fazemos, pelo mundo que acreditamos construir, pelas pessoas envolvidas no processo e por quem finalmente compra nossas ideias!”

 
Destrinchando

Destrinchando

Anterior

Os melhores cortes de cabelos masculinos

Próximo

Cinco Coisas que você pode aprender no Youtube.