EntrevistasLucas Machado

Marcelo Blade

Marcelo Blade

Por Lucas Machado

Publicação: Dezembro/Janeiro 2008/2009
Jornal Estado de Minas

Corta, recorta. Parte, reparte e não é alfaiate, ou é o Marcelo Blade, ou não tem a arte.


Pouurra!! É tanto estilo que não cabe em uma página só. Marcelo Durães é um verdadeiro cavalheiro, mas sob medida. Aos 48 anos, é um dos artistas mineiros do gênero “faça você mesmo” – de moda a montagem de vitrines. Durães, ou melhor, Blade, como é conhecido nos bares da cidade e pelos seus clientes, justifica sua fama por cada minuto e segundo de prosa. “Sou um cara que não pára de fazer, fui criado em um ambiente de artistas. Meu pai era colecionador de artes, e isso acabou me influenciando. Fui tomando gosto pela moda. Desde pequeno, colecionava revistas estrangeiras, arrancava as páginas e, assim, comecei a fazer meu próprio acervo.”
Alfaiate de primeira grandeza, assina blazers de personalidade como Vanderlei Luxemburgo e o empresário Ramaya Vallias. E desabafa: “ Hoje faço e gosto é de performances, me transformo no Blade, um personagem que interage com o público e faz brincadeiras. Isso me dá a felicidade única da interpretação: mesclar o ser e o personagem.” Perguntamos como seria o Brasil com o Balde como presidente. Ele respondeu, de cara: “Que barato seria isso. ‘Socialismo Blade’. Pregaria a igualdade de direitos mínimos de curtir à vontade”. E por falar nisso, o que é indispensável nesta vida? “ Cerveja, minha esposa Simone e a fita métrica, é claro”.

Leia mais:

Susana Barbosa

Regina Guerreiro – Jornalista de Moda

Lucas Machado

Lucas Machado

Escritor, profissional de Marketing e Comunicação.

Anterior

Entrevista Keta

Ana Beatriz Barros
Próximo

Ana Beatriz Barros