Cansei de ser boba 1

Cansei de ser boba

Cansei de ser boba Por Fernanda Mello De uns tempos pra cá, muita coisa mudou: deletei um monte de gente da minha vida, sem um pingo de remorso. Quem me conhece, sabe que nunca fui assim. Sempre dei segundas, terceiras

Fernanda Mello 0
Poesia Descarada

Poesia Descarada

Poesia Descarada   Destrinchando Por Fernanda Mello Escrevo letras para deixar muda qualquer poesia. Nesta realidade disfarçada, o pensamento machuca. A mente vira prisão. O coração dá nó. A esperança é de vidro. Viramos pó. Somos escravos de tantas razões.

Fernanda Mello 0
Qual sua trilha sonora do momento 1

Qual sua trilha sonora do momento

Qual sua trilha sonora do momento Destrinchando Por Fernanda Mello “ESTA HISTÓRIA COMEÇA, ASSIM COMO A MAIORIA DAS COISAS, com uma música. Afinal de contas, no começo havia as palavras, e elas vinham acompanhadas de uma melodia. Foi assim que

Fernanda Mello 0
É preciso saber desligar

É preciso saber desligar

É preciso saber desligar   Destrinchando Por Fernanda Mello Esqueça o trânsito caótico, a urucubaca política, o tal balancete no final do ano. Deixe de lado a cobrança interna, a dívida externa, a tão eterna dúvida. Viver é assim. Não

Fernanda Mello 0