DestaquesRenata Lommez

Homens e Mulheres

Homens e Mulheres

99

Por Renata Lommez

Vamos fazer as pazes homens e mulheres? Meu nome é sujeito e vim falar de gente sem precisar escolher qual cromossomo é melhor X ou Y, até porque anatomia não define nada e tem muito X que é Y e vice versa, não existe problema nisso.

Vim propor buscarmos a paz no amor, fraternal ou sexual, conhecer ao invés de julgar. O objetivo é unir os saberes a respeito do masculino e do feminino para que a gente entenda cada vez mais um do outro, pra gente aprender a usar a diferença a nosso favor sem acreditar que características desse ou daquele gênero.

Seja argumento válido para eleger quem é melhor, assim estranhamento pode virar aproximação. Por que tanta competição se nós podemos nos complementar?

Não digo completar porque por natureza somos sujeitos faltosos. Quando reconhecemos que temos nossas características e que somos diferentes, nem melhor nem pior, fica mais fácil entender que não adianta cobrar que um homem enquanto trabalha se ocupe em mensagens de amor, pra ele é hora de trabalhar e ponto. Também não adianta insistir para que uma mulher não explique como foi o seu dia todo, ela quer compartilhar suas experiências.

O masculino tende a ser mais racional e objetivo, se baseia em fatos lógicos para tomar qualquer decisão,
enquanto o feminino é pura emoção, se guia por sentimentos que certamente influenciarão as suas atitudes.

Ao invés de ficarmos nos testando nós podemos nos compreender melhor para que a gente fique mais tolerante na vida, aproveitando o que cada um tem para oferecer, inclusive como aprendizado para nosso amadurecimento, afinal no jogo das relações se um perde o outro perde também.

Todo desconhecido tendemos a julgar porque tememos ou temos dificuldades para lidar. Acolher as diferenças não quer dizer que homens e mulheres deixarão de lutar por mais direitos. É reconhecer que todos têm seu valor e que hoje mais do que tudo precisamos “ser humanos”. E viva o Outubro Rosa, e viva o Novembro Azul!

Leia mais:

Mar íntimo

Psicologia e o Yoga

Destrinchando

Destrinchando

Anterior

Amores

Próximo

Moda Praia 2017