DestaquesDestrinchando

Grandão – O nosso Piloto

Grandão – O nosso Piloto.

Hoje eu vou falar de um cara que poucas pessoas conhecem, assim como o esporte que ele pratica. Mas já não dá pra deixar de falar dele. Ele levou, pela segunda vez, o seu nome e a bandeira Brasileira ao lugar mais alto no pódio. E na casa dos criadores do esporte.

Com isso, ele ajuda a divulgar um esporte que ainda não se profissionalizou no Brasil, mas que cresce a cada dia. O nome dele é Sidnei “Grandão” Frigo e o esporte que ele pratica é a arrancada, ou Drag Race, como é conhecida lá fora.

Grandão - O nosso Piloto

Foto: Divulgação.

Mas o extraordinário mesmo foi o que ele fez. Venceu a quinta etapa da divisão oeste da NHRA, a maior associação mundial nessa modalidade.

Só pra lembrar, a arrancada consiste em colocar dois carros numa reta de 402 metros e vence quem fizer o percurso no menor tempo. O esporte foi criado nos EUA e foi justamente lá que Grandão fincou a bandeira brasileira, na categoria Top Alcohol, uma das mais fortes e disputadas.

Foto: Divulgação.

Com uma estrutura digna dos americanos, Grandão aos poucos foi chegando às cabeças. Treino, dedicação e uma interação muito grande com sua máquina foram determinantes para que Grandão alcançasse o maior degrau na categoria.

Carro - Grandão

Foto: Divulgação.

O que Grandão pilota é um Dragster. Um Dragster não é bem um carro. Construído para alcançar grandes velocidades no menor tempo possível e numa reta curta, os Dragsters tem um longo chassi, que os faz parecer um pouco com um foguete. A razão para esse chassi tão comprido é para que o Dragster fique com a frente no chão na hora da largada, o que nem sempre acontece, devido à grande potência desses veículos.

Foto: Divulgação.

As rodas dianteiras, pequenas e finas só servem para o Dragster rolar. O motor, que pode chegar a 4.000 cavalos de força, fica atrás do piloto, e grandes rodas com pneus de nylon, especiais para a prática, transferem toda a potência para a pista.

Grandão já foi campeão em diversas categorias no Brasil e, acreditando em seu potencial, foi para os EUA tentar a tão sonhada vitória na terra do Tio Sam. Tanta dedicação rendeu o resultado esperado e, pela segunda vez, Grandão venceu uma etapa nos EUA.

Foto: Divulgação.

Lembrando que para se pilotar um bólido desses nos EUA, é necessária uma super licença, obtida através de um intenso treinamento e com o aval de avaliadores super rigorosos.

Foto: Divulgação.

 

Grandão anda numa categoria considerada de elite e com certeza é um feito admirável para um piloto brasileiro, vencer duas etapas dessa competição, considerada uma das mais importantes do calendário americano.

Destrinchando

Destrinchando

Anterior

BH Hot Show

Próximo

Inspiração: Botas de Hiking