Débora BlandaDestaques

Grama

Grama

A casa do Vizinho

Grama

Por Débora Blanda.

Eu sempre ouvi dizer essa expressão mais nunca me foi tão clara desta vez. A vida do seu vizinho e o tanto que ela influencia a todas as coisas as quais vivemos e fazemos ao longo de nossas vidas.

“A grama do vizinho é sempre mais verde” é o que diz o ditado. Talvez seja mesmo. Talvez você olhe para minha grama e ache ela mais verde que a sua. Eu espero que não seja esse o seu caso, espero que você tenha em seu quintal uma grama verdíssima. Se parar para pensar, nesses tempos de concreto e cinza quem tem grama, mesmo que nem tão verde assim, é como ter um olho em terra de cego. Acho que muita gente hoje passa concreto por cima da grama que é para ter mais espaço para o carro ou para o ego. Gente que não vai sentir falta de rolar na grama, porque nunca rolou mesmo, nem de fazer piquenique, porque nunca fez.

Gente que não vai sentir falta do cheiro de chuva porque já não sentia, gente que não reparava a própria grama, nem a do vizinho porque do retrovisor ficava difícil de ver. E vale lembrar que quem vê cara não vê coração, quem vê o verde e o colorido do jardim pronto nem sempre viu o arar, semear, regar, cuidar ou o crescer. Pode ser que a minha grama seja mais verde mesmo.

Ela é frequentemente irrigada com suor, lágrima e água também. Ela não é confinada a sombra de muro, mas recebe sol através da grade. Minha grama é mais verde porque a gente canta para ela crescer. Melhor do que procurar chifre em cabeça de cavalo é tomar conta do próprio quintal e lembrar de convidar os vizinhos (sejam eles de concreto ou de grama verdíssima) para o churrasco de domingo.

Destrinchando

Destrinchando

Anterior

Crianças índigo

Próximo

Praticando Gentileza