DestaquesEntrevistasLucas Machado

Gabriel Pensador entrevista

Gabriel Pensador entrevista

Gabriel Pensador entrevista

Lucas Machado em entrevista exclusiva com o cantor e compositor Gabriel Pensador. Confira;

Como é voltar a tocar em BH, sendo que no palco você disse que ama essa cidade?

Aqui é muito legal que reencontro alguns fãs e reconheço eles. Temos vindo a BH, muitas vezes nessa turnê, que já está se estendendo desde o disco, “Sem Crise”. E depois foi lançando outras músicas como “Fé na Luta”. Que são músicas mais recentes que vieram depois do disco.

Mas é a mesma turnê e aqui em Belo Horizonte estamos batendo recorde de repetições de vários tipos entre shows menores e maiores. Mas sempre com uma vibe, muito boa eu tenho muitos amigos aqui, já me sinto em casa.

Gosto de cantar no Freud, que tem uma aproximação enorme com a natureza a proximidade dos fãs perto do palco eu gosto disso.

Qual a influência de sua mãe na sua vida? ( Belisa Ribeiro, Jornalista. A primeira mulher a fazer Telejornal no Brasil na TV Globo, levou para a TV nomes como: Zózimo, Ricardo Boechat, Miriam Leitão, William Waack).
 
O Jornalismo é a profissão que mais admiro e aprendi com ela, minha mãe é uma jornalista muito importante e foi referência como mulher na TV em telejornais não haviam mulheres antes.

Mas além disso deixou grandes marcas não só pela sua inteligência, foi uma mulher de destaque e admiro muito isso. Da parte da minha mãe ainda veio o meu avô que era poeta e compositor de samba, mas tenho referências muito fortes, minha avô já até escreveu um livro. Eu acabei seguindo com esse gosto de escrever e pela comunicação em geral.

Você usa em uma de suas músicas o refrão do CBJR ( Charlie Brown Júnior) o que você tem para nos falar do Chorão.

Eu acho que pessoas autênticas que fazem músicas autênticas, de verdade feitas de coração são pessoas que vivem mais emoção do que razão e isso é muito forte na minha opinião. O Chorão era um cara muito sincero em tudo, tem até aquela famosa frase. “Quem é de verdade sabe quem é de mentira”. E na música existe de tudo algumas mais fabricadas, mais frias  e outras de coração, digamos que mais viscerais como a Cássia Eller, Chorão e Cazuza.

Seu último álbum se chama, “Sem crise”. Apesar de nós brasileiros já nascermos na crise, o que você acha da nossa atual situação de uma maneira em geral.

Você disse tudo, nós já nascemos na crise. A gente vive em um país que esta com problemas crônicos e a corrupção é a mãe de tantos outros problemas. A  impunidade é a  mãe da corrupção. A gente torce para a impunidade diminuir pois ela é enorme a gente sabe que não vai acabar e não é só na política. Mas é importante exaltar a importância de cada um, na falta de ética e de escrúpulos no jeitinho brasileiro de querer se dar bem em tudo, em cima dos outros.

Isso tudo contribui para o país se afundar mais não são só os políticos. Nós todos como cidadãos temos que evoluir bastante no nosso comportamento seja no respeito ao próximo no respeito a natureza.

Isso tudo se reflete quando eles querem aprovar leis que promovem o desmatamento que facilitam a poluição que anistiam os crimes ambientais. Por que a população não aceita isso por que ela também não tem uma visão de preservação. Tem gente que joga lixo no chão na praia, a culpa não é só dos políticos eles são o reflexo da nossa postura.

Por isso que eu admiro muito essa juventude que esta se informado mais que esta menos alienada que é um ponto que questiono desde meu primeiro disco, “Alienação do povo brasileiro”.

Temos uma parcela da população indo para as ruas sendo bem corajosa, com atitude os estudantes os professores, e aqui eu não estou falando de posição política de partido de esquerda ou de direita mas, sim de se informar de cada um ter uma posição não importa qual seja. Isso é necessário.

O Gabriel Pensador para 2017?

Quero convidar todos a acompanhar nossas redes sociais por estamos com muitas ideias ao mesmo tempo. O instagram é : gabrielopensadoroficial o facebook também iremos completar 25 anos de carreira no ano que vem, vamos celebrar isso e estamos planejando as coisas com calma no mais enquanto isso a turnê continua a gente vai para Portugal, vamos fazer uma Turnê na Austrália e Nova Zelândia pela primeira vez, temos um novo escritório cuidando da gente isso já simboliza um novo ciclo a (Estréia Produções).

Sempre tem mais um motivo para se empolgar e eu me empolgo como no início de carreira. Isso é o mais importante.

Confira mais entrevistas:

Pitty

John Casablancas

 

 

 

Lucas Machado

Lucas Machado

Escritor, profissional de Marketing e Comunicação.

Anterior

Purê de champignon

Próximo

Ensaio Ballet