DestaquesDestrinchandoFitnessLucas Machado

Eike batista

Eike batista

Eike batista

Por Vinícius Mendes Lima – Porto Alegre

Impossível alguém voltado – especialista, amante e em matrimônio com – a área de marketing, com tantas as possibilidades de dissertar nas linhas abaixo, não querer falar sobre a moeda do século XXI: o marketing digital. Essa evolução natural, ou ferramenta à disposição, dos estrategistas, marqueteiros – de plantão ou não.

Mas, eu sou old school. Não consigo produzir um conteúdo sem querer a essência do marketing exposta, sem dissecar as causas, os resultados, estratégias e como o mercado reagiu a tais fatores.

Então, uso a principal ferramenta do marketing digital pra começar a conversa e servir de ponte para o assunto que realmente entendo. E quando digo principal é pra alertar aos de bobeira e passar a encará-la dessa forma. Falo do What’sApp.

Todos devem ter recebido, seja no grupo do futebol, da família, da academia, dos bebedores do 13º andar, da repartição, ou de um amigo (palavra rara nesse mundo de relações comerciais) a mensagem da semana: “Em meados de 2007 coloquei como meta pessoal estar melhor que Eike Batista e esse dia chegou. Obrigado a todos que me apoiaram e torceram por mim!!!!!”

É nessa referência, tipicamente brasileira, do rir da desgraça, que destilo minha análise. Como foi mesmo que alcançamos ao Eike? Através de seus erros enquanto empresário. Mas como um empresário deste porte pode errar tanto? Pode. Todos podemos.

E se pensar de forma redimensionada, é o mesmo erro que um micro ou pequeno empresário pode cometer. Se amanhecer com patrimônio de R$34 mil reais e dormir com negativo de mil, o estrago é tão trágico quanto, é em proporções Eikebastianas.

Eike diversificou, mas manteve o core business concentrado. Se o teu comércio hoje vende roupas de seda e, por medo de quebra desse mercado, tu passares a vender peças de crepe, tafetá, brocado e renda tu estarás diversificando. Porém, se a seda continuar a ser 90% das tuas vendas, lamento, tu corres o mesmo risco de quebrar.

Mais um erro: estruture o teu negócio, contrate os melhores, invista, esteja apto a servir 1000 almoços dia, e depois perceba que o bairro, a zona, em que te instalou absorve no máximo 600 refeições diárias e…quebrarás!

Mas penso que o pior dos erros que podemos aprender é que, se sempre deu certo, não significa que continuará dando, o excesso de confiança te impede de ver os teus pontos fracos (que todos têm), busque parceiros que aplaquem os teus déficits, que te complementem, o sucesso é um combinado de fatores, não são apenas os teus lindos olhos.

E, por fim, ambição é diferente de celeridade. Querer ser maior exige tempo. Nem todos que um dia nós almejamos ser iguais vão cometer erros irreversíveis e nos possibilitar chegar ao seu patamar. Então, pra subirmos é melhor aprender com estes erros e ultrapassá-los por mérito.

#FicaADica – olha esse old school aqui usando o SEM de mkt digital!

Destrinchando

Destrinchando

Anterior

Voto Secreto no Brasil

Próximo

Dicas de Organização