DestaquesFitnessLucas MachadoSaulo Arruda

Diferença entre motivação e inspiração

Diferença entre motivação e inspiração

Diferença entre motivação e inspiração

Por Saulo Arruda

Ninguém motiva ninguém. Você já leu ou escutou esta frase? Será que, realmente, não motivamos uns aos outros?

Decidi escrever sobre a motivação e inspiração, pois percebo que o atual cenário de mercado pode estar afetando drasticamente a nossa iniciativa para a ação. Acredito que, conhecendo bem o conceito destas palavras, podemos cuidar melhor do nosso entusiasmo em agir.

Li alguns artigos para me inspirar e também entender o que os especialistas debatem sobre os temas.
Resumindo uma história longa, observei que existem pensamentos comuns, complexos e até divergentes. Vi ainda esclarecimentos profundos e científicos sobre motivação e inspiração.

Na prática, acredito que todos nós temos um bom entendimento sobre o que é estar motivado e inspirado. No pior das hipóteses, temos dúvidas conceituais somente.

Com isso, deixarei de lado as teorias e vou explorar a minha persistente jornada de ultramaratonista e, principalmente, as minhas experiências no mundo corporativo enquanto executivo, líder de pessoas e negociador.

Antes de relatar o que trago comigo sobre estas sensações, transcrevo que o dicionário conceitua motivação como impulso; motivo para a ação; aquilo que faz com que as pessoas vão em busca de algo que almejam e que deem o melhor de si.

Em outras palavras, nos engajamos simplesmente porque consideramos importante para nós. É um valor pessoal. Não há tantas justificativas para esclarecer tal energia.

Sobre a ótica do mundo profissional, entendo que nos motivamos ao ser desafiados por metas claras, objetivas e suportadas por recompensas financeiras, elogios, exposições, bonificações, promoções e crescimento pessoal.

Cabe aos lideres organizacionais, o papel de conhecer os colaboradores para que possam despertá-los a partir do que eles considerem como importante para suas vidas profissionais, explorando o potencial de cada um.

A esses gestores cabe o papel de inspirar as pessoas. Conceitualmente, a palavra inspiração vem do ato de introduzir ar nos pulmões. Também significa estimular o pensamento ou uma ação criativa.

A inspiração pode vir do outro e a motivação é pessoal, vem de dentro. Vejo a inspiração como algo abstrato que nos agracia com uma ideia, solução ou vontade de realizar algo.

Já a capacidade de nos motivarmos, entendo como um poder de tomarmos iniciativas concretas de realização daquilo que nos convém.

Sou adepto ao pensamento que realmente ninguém motiva ninguém. O que acontece, de fato, é que pessoas nos inspiram quando expressam palavras ou ações que nos são valiosas o suficiente para estimular a nossa vontade de agir.

Destrinchando

Destrinchando

Anterior

Liberdade

Próximo

Planos para 2017