DestaquesDestrinchando

Definição muscular masculina

Definição muscular masculina

Destrinchando

Por Blenda Girardi

Todo mundo de olho no melhor treino, lotando os salões de musculação para maior definição muscular. Para os menos dispostos à musculação propriamente dita, ou por outros objetivos, temos os adeptos do Crossfit, Zumba, e por aí vai.

Mas agora, gostaria de compartilhar com vocês, amigos leitores, sobre uma atividade que em quase todas as academias, o ibope nem sempre é dos melhores, mas quando feito a prática dessa tal atividade e nota-se em apenas uma aula já os benefícios… ah! Ninguém mais quer largar! É o alongamento muscular!

Você aí do outro lado deve estar pensando: Você fala de alongamento porque é bailarina. Não, não… Quando digo sobre aulas de alongamento, me refiro aos benefícios mesmo, e não àqueles movimentos breves feitos antes da ficha de treino, ou da sua atividade preferida, por exemplo. Pontuo a respeito de você tirar 60 minutos do seu precioso tempo e com uma carta de poucos exercícios, expandir-se em certas posições com o seu corpo, prestando a atenção na sua respiração e realinhando articulações e músculos. Claro, tudo isso, junto ao profissional responsável.

Na maioria dos casos, as pessoas até sabem porque querem fazer musculação ou elaborar um treino de corrida, mas, alongamento, não. Então, para quê serve o alongamento? Segundo a professora de Educação Física Adriana Ramos Schierz, “o alongamento serve para aumentar a flexibilidade, no preparo da musculatura para outras atividades físicas, e até para desacelerar depois.” Ou seja, pode contribuir para nossa mobilidade, interferindo em tudo no nosso cotidiano.

Falando no nosso dia a dia… Com certeza você conhece pelo menos uma pessoa, ou até você mesmo já deve ter se queixado sobre postura errada. Fatores para ficarmos com os chamados vícios posturais não faltam: tempo excessivo e formas erradas de uso de aparelhos eletrônicos, para citar apenas alguns. E o alongamento pode ajudar e muito na correção da nossa postura e mais: massagear nossa musculatura. É o que afirma o site Portal Da Educação Física.

Vale lembrar que alongamento não tem absolutamente nada a ver com colocar os pés na cabeça. Não podemos querer chegar em uma aula para alongar (ou de qualquer outra atividade física) e exigir de nós mesmos que já temos de fazer os exercícios propostos exatamente da forma que eles supostamente têm que ser. Tudo tem de ser feito de forma gradativa. Um dia de cada vez. Um progresso por vez.

Falando em corpo, ele foi feito para que pudéssemos nos exercitar. Há o dito popular: não somos plantas para ficarmos parados. E com o passar do tempo, se não nos esticamos, nossa estatura pode sim diminuir. Já isso, não é dito popular não.

É o que afirma o preparador físico do Hospital Albert Einstein e da Escola Paulista de Medicina: “uma boa sessão de alongamento é capaz de “aumentar” a altura em até 2 centímetros. Isso porque, durante o trabalho e no dia a dia em geral, as pessoas costumam ficar muito tensas e encurvadas, sem prestar a atenção na postura.”

Para finalizar, amados leitores, agora sim, enquanto bailarina, digo para vocês que o alongamento se faz fundamental para meu corpo. É nítido a facilidade e a amplitude que ele proporciona naquilo que me é exigido e claro, no cotidiano, também. Poderíamos entrar no mérito de falar o que a falta de alongamento pode causar.

Mas isso, ficará para outro texto porque acredito que, pelo compartilhado aqui com vocês, está claro que alongar é preciso. Seja para uma postura bonita, mais correta. Seja para mover-se com facilidade e sem dor. Converse com seu personal, na sua academia busque os profissionais responsáveis. Um educador físico saberá te orientar com precisão e a saúde agradece.

Leia mais:

Barba e sem barba

Lucas Machado

Lucas Machado

Escritor, profissional de Marketing e Comunicação.

Anterior

Atividades ao ar livre

Próximo

Mundo Vuca: volátil, incerto, complexo e ambíguo