DestaquesDestrinchando

Construindo nossa transformação futura. É possível?

Construindo nossa transformação futura. É possível?

Destrinchando

Será possível a sinergia criar um roteiro para a próxima geração, que esteja disposta a demonstrar comportamentos que sirvam mais o próximo, que contribuam para todas as causas que realmente importam para esse mundo? Uma geração que seja mais acolhedora a todos igualmente, que proteja os mais frágeis e também os mais fortes, que também precisam de ajuda. Que seja menos egoísta e menos antagônica? Mais confiante e menos desconfiada, acreditando realmente que o ser humano é amor. Eu acredito que sim, por que durante toda a minha vida, além do meu próprio exemplo, tenho assistido grandes transformações nas pessoas, com pessoas que agiam e se comportavam de uma forma e começa a acreditar e praticar atitudes bem diversas as anteriores.

E fazendo as coisas com muito mais vontade e veracidade que fazia anteriormente, e consegue ter uma devolutiva da própria vida, que recompensa as transformações, com presentes que se materializam em alegrias e felicidades. A fé das pessoas não pode terminar nunca – pode se abalar, é verdade, por exemplo com as notícias atuais, mas devemos crer de todo coração que a mudança é viável e possível. Durante toda a nossa vida, possuímos o poder de renascer, de dar uma nova partida, de recomeçar uma nova vida de forma diferente, de entrar em um novo estado emocional, de curtir novas músicas e de caminhar para uma nova direção.

No crescimento, na reforma e na mudança, por mais estranho e paradoxal que possa ser, é que podemos encontrar a verdadeira segurança. Pois é na possibilidade da transformação que temos a certeza da evolução, de novas descobertas e conquistas, que fazem que a humanidade acredite que existe solução e esperança, para o que possa parecer, de início, insolúvel.

Já pensaram se até hoje:

 Só existissem filmes sem fala? Se a Aids ainda matasse só de falar o seu nome? Se não houvesse mais a preocupação de novos líderes apenas de chefes? SE o próprio ser humanos não buscasse o melhor?

Não precisamos de buscar coisas intangíveis e absurdas, não é necessário querer ser super isso ou aquilo, com certeza é coisa de desenho animado. Se podemos conseguir sermos melhores do que hoje então já somos. É só querer.

A grande transformação é realmente de dentro para fora – vamos deixar que a sabedoria nos inspire a desenhar um papel ativo na criação de uma nova sociedade, na qual as diferenças sejam respeitadas.

Cada um tem o seu caminho – vamos com tudo

Quer amar o seu próximo não adianta se você não se ama

Ta tranquilo – pense sempre em ajudar o próximo

Aí realmente o caminho se abre diante de nós. E o futuro das novas gerações será esculpido pelas nossas transformações, e atitudes. Vamos começar. Hasta !

Leia mais:

A arte de fazer a leitura nas entrelinhas

 

 

 

Lucas Machado

Lucas Machado

Escritor, profissional de Marketing e Comunicação.

Anterior

A arte de fazer a leitura nas entrelinhas

Próximo

Autenticidade: Saiba como acreditar em quem você é aprenda a usar suas habilidades