DestaquesDestrinchando

Construção: Inovações sustentáveis

Construção: Inovações sustentáveis

 

Destrinchando

O crescimento do aquecimento global, o aumento de desastres naturais, as modificações na legislação, o surgimento de códigos voluntários de conduta ambiental, ou mesmo a busca por atender anseios mercadológicos e publicitários, fizeram com que nos últimos anos crescesse o número de empresas que apostam na sustentabilidade como filosofia organizacional.

A alta procura pela certificação ambiental fica ainda mais clara quando observamos um levantamento da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em parceria com a Fundação Brasileira dos Bancos (Febraban), que apontou que 10% das carteiras dos bancos brasileiros correspondem a empresas que colocam as preocupações com o meio ambiente entre as suas prioridades.

Ajudando não só na conservação da natureza, a adoção de uma consciência sustentável também pode possibilitar a redução de gastos. Essa vantagem se deve ao fato de que ao fazer uso de materiais sustentáveis, uma empresa pode diminuir o uso de água, os custos com a energia e transporte de mercadorias e/ou a redução de gastos referentes a manutenção. Além de colaborar para a queda no uso de recursos, a atitude sustentável favorece o surgimento de empresas que valorizam inovações sustentáveis e o acolhimento de estratégias orientadas por um olhar com uma consciência ambiental.

Um exemplo de empresa mineira que também compartilha de uma visão de desenvolvimento sustentável é a Ecogranito, que por meio de uma tecnologia japonesa importou para o Brasil o conceito de revestimento inteligente. Levando o nome da empresa, o material é confeccionado com o uso da tecnologia de respiração, que não necessita da extração de jazidas.

De acordo com o diretor comercial da Ecogranito, Renato Las Casas, o revestimento possui uma aparência semelhante às rochas de granito e pode ser aplicado em diferentes formatos de superfície. “Com um baixo índice de desperdício e uma alta produtividade da mão de obra, o produto também apresenta grande resistência ao intemperismo climático. No Japão, o produto é usado para substituir pedras devido à intensa ocorrência de terremotos, e isso já comprova a ampla durabilidade do Ecogranito”, esclarece.

Renato Las Casas ainda explica que a tecnologia de revestimento inteligente foi trazida ao país por ter a capacidade de contribuir de forma notável para a sustentabilidade na área de construção civil. “Este foi o modo buscado para minimizar os impactos causados ao meio ambiente”, aponta.

Leia mais:

Ano novo, piso e vida nova

 

Lucas Machado

Lucas Machado

Escritor, profissional de Marketing e Comunicação.

Anterior

Benefícios do Pilates

Próximo

Saiba quais são os sintomas da menopausa