DestaquesDestrinchando

Compra, venda ou locação: como agregar valor ao seu imóvel

Compra, venda ou locação: como agregar valor ao seu imóvel

Destrinchando

Desde o início do ano, o mercado imobiliário brasileiro vem apresentando melhorias substanciais no âmbito da economia. Em março deste ano, a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) divulgou dados que indicaram o aumento de 9% nas estatísticas de compra e venda de imóveis, se comparados ao ano anterior. Esse crescimento demonstra que o momento está propício para investir em propriedades.

Mesmo com esta boa maré econômica no mercado de imóveis, é imprescindível que uma propriedade passe por uma boa reforma e revitalização antes de ser colocada à venda, pois isso irá garantir um maior interesse de possíveis compradores. O valor de um imóvel pode variar de acordo com as suas características e estado de conservação, por isso é tão importante se investir em uma boa reforma do local.

O pontapé inicial neste processo de reforma é o ajuste e conserto de todos os problemas presentes no escopo da propriedade, ou seja, circuitos elétricos, hidráulicos, mecânicos e estruturais. É essencial que estes sistemas estejam em dia, pois os possíveis compradores ou locatários ficarão atentos aos mínimos detalhes do imóvel, antes de assinar o contrato. O processo de reforma é um ótimo momento para se conhecer o que há de mais novo no mercado, assim como identificar quais são os produtos que podem trazer maior custo-benefício para as obras.

Para quem deseja investir e ter sucesso no mercado imobiliário, é ideal que sejam ressaltadas as partes mais atrativas do imóvel, pois uma boa aparência e design arquitetônico agregam um grande valor ao imóvel. Segundo o diretor comercial da Ecogranito – primeira empresa a trazer para o Brasil a tecnologia japonesa de revestimento inteligente – Renato Las Casas, atualmente o mercado dispõe de alternativas de qualidade e com preços mais acessíveis. “Hoje dispomos de produtos no mercado, que podem elevar o padrão, e ainda serem peças-chave tanto para o projeto estrutural quanto a proposta decorativa de um imóvel”, afirma.

Hoje, o mercado de reformas é dominado por revestimentos versáteis, que buscam facilitar o acesso a estilos arquitetônicos e decorativos mais sofisticados. As madeiras compensadas e laminadas são muito eficientes tanto para revestir o piso, quanto para ser a matéria-prima de móveis da casa. Ela também pode ser combinada com outros revestimentos, como por exemplo, o Ecogranito. “O nosso produto é um revestimento inteligente, que se assemelha as rochas de granito, e pode ser aplicado desde a fachada de um imóvel, até em objetos como mesas, vasos de planta e itens de decoração”, explica Renato.

Independente da escolha do revestimento, é fundamental acompanhar a faixa de valores destes produtos no mercado e levar em consideração as vantagens e ganhos que podem ser alcançados com o uso destes materiais.

Em imóveis para a locação, por exemplo, o recomendado é que se invista em revestimentos de maior durabilidade e sejam de fácil manutenção, pois estes imóveis são propriedades que poderão passar por diversas reformas ao longo dos anos. “Os danos provocados pelo tempo podem oferecer riscos aos revestimentos, então é necessário que os responsáveis pelas obras junto aos proprietários, estudem a situação e façam a melhor escolha”, pondera.

Tendo em vista as qualidades e características do imóvel, o próximo passo após a reforma é acompanhar as altas ou baixas das taxas de juros de venda e locação no país. É primordial que haja esse monitoramento, pois assim o proprietário poderá mensurar qual é o valor de seu imóvel baseado nas melhorias que foram realizadas.

Leia mais:

Cine Humberto Mauro exibe três produções brasileiras na mostra Curta no Almoço

 

Lucas Machado

Lucas Machado

Escritor, profissional de Marketing e Comunicação.

Anterior

O ritmo contagiante do Babadan na Do Ar

Próximo

Mara Mac em Belo Horizonte