ComportamentoDestaquesDestrinchando

Como faço para ter autoconhecimento?

Como faço para ter autoconhecimento?

Autoconhecimento é para mim algo extremamente desafiante de ser respondido porque é muito inerente a mim.

Durante toda a minha vida eu treinada a pensar a vida em auto conhecimento.

 

Pensar a vida de mim para o mundo

 

O que acontece fora, no mundo é apenas reflexo do que está vibrando dentro de você.

 

Sendo assim não há necessidade de  se irritar com as pessoas, com os nãos, com os quase, com os agora não é hora ou com os talvezes.

 

Você percebe o mundo entendendo que suas ações geram reações e que todas elas devem acolhidas.

 

O caminho é tão somente é aceitar, meditar, entender o que essa experiencia está ali te mostrando algo a ser aprendido e superado. É parte da construção de sua melhor versão!

 

Autoconhecimento é se conhecer de tal forma que sua luz e sombra se tornam algo natural para você. Além de ser a grande chave para se fazer qualquer coisa em sua vida.

Não é atoa que hoje a busca por essa palavra no Google traz em média 7,160,000 pesquisas.

O aumento se dá por uma grande mudança de paradigma, a vida está rápida.

Antes a vida era tranquila, ter um diploma era suficiente para garantir uma carreira, um bom salário e a construção da família.

Hoje a realidade é outra carreiras diferentes emergindo todos os dias, as tradicionais dando sinal de morte eminente. Ter um diploma já não garante um bom salário e as grandes exigências são autenticidade, equilíbrio para a construção de boas relações.

Você hoje é o protagonista principal de sua carreira e vida

Sua imagem, seu estilo de vida, suas escolhas são moeda de troca no mundo corporativo.

 

Muitos pensadores falando sobre isso.

 

Gosto muito do recorte que encontramos no livro do Harari, em seu livro 21 lições para o século XXI, ele fala extensivamente sobre meditação.

 

Praticante de meditação já declarou que medita diariamente por 2 horas e deixa claro acreditar nessa caminho meditativo para o nosso futuro.

 

E por que meditação como ferramenta de autoconhecimento?

 

É preciso silenciar para acessar seus mundos internos. É preciso silenciar para entender sua emoção e agir de forma assertiva sobre ela.

 

 

Nos conhecer abre portas para uma melhor convivência conosco e uma possibilidade de nos relacionar de forma mais harmônica com todos os tipos de pessoas.

 

Autoconhecimento é um grande diferencial competitivo no mercado corporativo e na vida.

Pense nisso!

 

Gostou desse texto?

Quer ter mais informações sobre desenvolvimento humano e autoconhecimento?

Siga no meu instagram @larissabatistamt.

 

Todos os dias divido insghts pela manhã que farão total diferença no seu dia!

 

Nos vemos lá e semana que vem estou aqui falando sobre autenticidade.

 

Até!

Larissa Batista

Larissa Batista

Larissa Batista é mineira, filha de terapeuta holística e descendente de índios. Toda a sua criação foi baseada na espiritualidade e no autoconhecimento.

Graduou-se em Marketing, cursou Produção de Moda na Anhembi Morumbi, e Consultoria de Imagem no Senac SP e MG. Atuou em grandes publicações, como Vogue e Marie Claire.

Morou por oito anos na Europa onde exerceu a carreira de cineasta, produzindo documentários na África e América do Sul para empresas como Kanakna-Zodiak, Eyeworks e Canvas.

Após decidir resgatar sua ancestralidade terapêutica, certificou-se em Life Coach pela Slac e pela Evercoach by Mindvalley. Fez mentoria com Lisa Nichols (filme O Segredo), Marisa Peer e possui amplo conhecimento nos preceitos de ThetaHealing, Metafísica, Mindfulness, Access Bars, All Love, Meditação e Chakras, Xamanismo e Sagrado Feminino.

De volta aos Brasil, gerenciou os departamentos de Turismo e Eventos do Inhotim, Instituto De Arte Contemporânea E Jardim Botânico.

Atualmente, reside em Belo Horizonte onde transmite técnicas de autoconhecimento e desenvolvimento físico e emocional para mulheres e homens que desejam se libertar de crenças e hábitos limitantes, bloqueios emocionais e, assim, viverem uma vida em alta performance e plenitude.

Anterior

Estamos desaprendendo a amar. Ninguém faz mais por amor, apenas por negócio

Próximo

Cia. de Dança Palácio das Artes explora repertórios na intervenção (in)tensões