DestaquesDestrinchando

Câncer de próstata por meio da alimentação

Câncer de próstata por meio da alimentação

Destrinchando

Estudos apontam que a dieta e o peso podem influenciar no aparecimento do câncer de próstata

Intitulado como o mês mundial do combate ao câncer de próstata, novembro será marcado por diversas campanhas de conscientização voltadas para o segundo tipo de câncer que mais mata os homens no mundo. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer – INCA, estimam-se, para o Brasil, 68.220 novos casos de câncer de próstata para cada ano do biênio 2018-2019, o que corresponde a um risco estimado de 66,12 casos novos a cada 100 mil homens. Por ser uma doença muitas vezes silenciosa, os exames de rotina e os hábitos de prevenção sempre devem ser lembrados.

A grande maioria dos cânceres de próstata, por não apresentarem sintomas nos estágios iniciais, são diagnosticados no momento do exame de sangue com o antígeno prostático específico (PSA) ou durante o exame de toque retal. A detecção da doença em fase inicial possibilita que o tratamento tenha êxito em 9 entre 10 casos. Apesar de ser comum atingir homens com idades mais avançadas, todos devem ficar atentos aos fatores de risco e sintomas. Por isso, especialistas alertam para a prevenção da enfermidade.

O paciente que expor um ou mais fatores de risco não necessariamente irá desenvolver a doença. No entanto, essas condições servem como alerta. O médico nutrólogo Lucas Penchel chama a atenção para a adoção de uma alimentação saudável para prevenir essa e tantas outras doenças. “Segundo o pai da medicina Hipócrates, ‘que o teu alimento seja o teu remédio e o que o teu remédio seja o teu alimento’. Sendo assim, adotar uma alimentação balanceada pode contribuir para a precaução de doenças. Como uns dos fatores para o câncer de próstata são a dieta e a obesidade, o que vai a mesa é de suma importância”, avalia Lucas. Para ele, existem alimentos que previnem e outros que podem influenciar no aparecimento. Portanto, o acompanhamento com um profissional da área é fundamental.

Os alimentos para prevenir o câncer de próstata são aqueles ricos em licopeno, sulforafano e fitoestrógenos. “Licopeno é uma substância antioxidante que ajuda a impedir os danos causados pelos radicais livres. Os alimentos com esse elemento são aqueles de cor avermelhada, como tomate, cenoura, mamão papaia e melancia. Já o sulforafano, composto existente em vegetais verdes-escuros, anula a ação de substâncias cancerígenas. Sendo assim, brócolis, couve, couve-flor e repolho não podem faltar. Os fitoestrógenos, encontrados em soja, linhaça e derivados, por serem semelhantes ao hormônio feminino estrógeno, podem auxiliar na regulação de doenças relacionadas ao hormônio masculino”, explica Penchel.

Já existem estudos que apontam a influência da alimentação no processo de desenvolvimento de alguns tipos de cânceres. Assim como existem àqueles que ajudam a prevenir o aparecimento, outros podem influenciar no surgimento. “Alimentos gordurosos, enlatados, embutidos e com muito sódio podem induzir células boas a se tornarem cancerosas. Além do que comemos, o peso também deve ser controlado, já que estar acima do peso aumenta as chances de desenvolver um câncer”, aponta Lucas.

Leia mais:

Atenção à pele dos idosos

Destrinchando

Destrinchando

Anterior

Carol Niemeyer

Próximo

MULHERES DRAMATURGAS cenas curtas do CEFART ME MOSTRA