DestaquesLucas Machado

Cambista Virtual

Cambista Virtual

f3c88248e72555987e5a85718c2f3beb

Por Lucas Machado

Com a Copa do Mundo e as olimpíadas aumenta cada vez mais o numero de cambistas em Belo Horizonte e em todo país, a máfia da venda de ingressos Online e offline.

Não se sabe ao certo mas muitas pessoas nas quais conversamos dizem que isso já acontece desde os primórdios, mas vem se aprimorando de maneira impressionante, haja visto que uma das maiores máfias de ingressos na Copa, por exemplo, veio da própria instituição que realizou o evento.

Desde o início das vendas on line é que ficou ainda mais grave a situação. Com todas as artimanhas possíveis vocês, vão conhecer como trabalha o verdadeiro cambista online!

Você consegue comprar o seu ingresso, no setor que quiser, com preços exorbitantes…ou não? O que vai decidir é a vontade de ver o seu artista ou time preferido.

A princípio, o site terceiriza ingressos de pessoas que compraram e estão revendendo. Pelo menos teremos que mudar a desculpa, pois a de que não tem ingresso, não cola mais.

No dito popular cambista é uma figura que compra ingressos para revendê-los mais caros, do lado de fora da bilheteria. Certo? Não errado.

O cambista é um trabalhador informal, que deveria até ter um certificado de MAI (Micro empreendedor) e que empreendedor. Eles entram nos sites de compra de ingresso e fazem toda a parte burocrática para acabar com todos os ingressos, da maneira mais rápida possível e depois fazem os compradores de seus reféns, através das redes sociais, por exemplo eles atuam com toda tranquilidade. O que dificulta cada vez mais a ação da polícia.

Eles começam pelos setores ou melhor pelos tikets de maior valor agregado. Depois disso seguem a escala do mais caro para o mais barato.

Já em jogos de futebol ou outros esportes eles arrumam laranjas (Pessoas que ficam a disposição para dar o nome e identificação ou no site ou na fila de compra. Gastam todo o dinheiro que tem, depois vão 03 ou 04 horas antes para o evento, cobrando sempre mais caro.

O certo seria cada um comprar o seu ingresso com seu documento mais isso funciona apenas na teoria, principalmente no online.

Não é difícil identificar os cambistas. Basta um torcedor exibir seu ingresso nas mãos no caminho para o evento, que o contato é imediato. Reforçando o que foi dito acima já nas redes sociais e descarado mesmo.

Algumas das soluções é ter um cartão do seu time do coração, importante: Veja qual o modelo que possa mais lhe adequar, pois se não ele deixa de ser um investimento. A maioria dos Shows tem sempre uma assessoria de imprensa e produtores locais tente falar com eles, pois eles tem as informações certas.

No mais, só nas olimpíadas já foram apreendidos mais de 12.000 cambistas virtuais, pela internet e redes sociais, lembrando que o comitê anunciou o todo tempo que haviam convites de sobra.

Veja qual a produtora que está fazendo o evento e se informar. Ou seja, quer ver seu espetáculo preferido fique de olho a não ser que você esteja com dinheiro sobrando.

 

 

Lucas Machado

Lucas Machado

Escritor, profissional de Marketing e Comunicação.

Anterior

Vinil

Próximo

Biologia sintética