DestaquesDestrinchando

Brasileiro cria sistema eletrônico

Brasileiro cria sistema eletrônico

Brasileiro cria sistema eletrônicoImagem ilustrativa do produto cedida pelo inventor

Destrinchando

Por Paulo Gannam

Brasileiro cria sistema eletrônico de comunicação entre motoristas para evitar acidentes e tornar clima amistoso no trânsito.

Produto tem usabilidade muito mais simples do que smartphones, mais acessível ao grande público e de baixo custo, se comparado com redes veiculares em desenvolvimento.

Quantas vezes você já não passou por alguma estrada e recebeu um piscar de faróis do motorista que vinha em sentido contrário, fazendo gestos loucamente, sem entender nada do que ele realmente queria te dizer? E quantas vezes o sinal de internet estava tão ruim que você não conseguiu usar seus aplicativos de trânsito? E quantas vezes enviar uma mensagem por meio do aplicativo de trânsito se tornou mais um martírio do que solução – por causa da complicação até enviar a mensagem, ou digitar alguma outra mais específica enquanto se dirige?

Para ajudar nessas situações e diminuir acidentes causados por problemas no trânsito e nos veículos, o inventor Paulo Gannam desenvolveu o “Sistema de Cooperação no Trânsito. É um sistema eletrônico de comunicação instantânea que alerta, com frases pré-gravadas bem curtinhas, qualquer problema identificável num veículo.

A comunicação é feita pelos usuários de outro veículo que disponha do aparelho. O inventor informa ter desenvolvido nova forma de também interligar a comunicação dos que tem o Comunicador com os que não tem por meio de um APP! Exemplos: “luz de freio queimada”, “pneu murcho”, “luz de ré queimada”, “porta entreaberta”, “pessoa doente no carro”, “farol alto”, “desculpe”, “obrigado” e assim por diante.

O dispositivo também facilita o rápido intercâmbio de informações entre motoristas, que poderão alertar uns aos outros sobre problemas identificados nas rodovias, como acidentes e animais à frente, incêndios, neblina, etc.

“Este sistema difere do que existe na Europa (disponível neste link: (http://www.autoroutes.fr/fr/radios-fm-1077.htm)”, explica o inventor mineiro, “pois permite que motoristas sejam membros ativos no envio de mensagens uns aos outros, uma vez que o leque de situações que demandam troca de informações não pode depender somente de uma comunicação vertical – órgãos governamentais para motoristas”.

O objetivo de Paulo, que já tem um PMV para demonstração, é tornar sua invenção uma rede social das estradas, por meio de algo com hardware e software novos e combinados, e não apenas por meio de um aplicativo para celulares dotados de GPS, conforme vem sendo utilizado e que, pelas características dos atuais APP’s,  pode estar gerando acidentes.

Dispositivos que enviam informações pré-definidas já são tendência. Veja o caso desse produto, lançado pela Amazon nos EUA: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2015/03/amazon-cria-botao-que-compra-cafe-ou-pasta-de-dente-instantaneamente.html.”

Este sistema evitará acidentes importantes e ajudará a criar um clima amistoso e de cooperação. Cada mensagem contará com uma numeração ou imagem associativa, identificada no painel do carro por meio de botões que, acionados, ativam a mensagem exata que se deseja enviar ao receptor, não tirando a atenção do motorista por ser de fácil e ágil manuseio.

“Para a finalidade de comunicação entre motoristas no trânsito, é imperativo praticidade e facilidade no acesso e envio das mensagens e esse aparelho vai atender a essa demanda, diferentemente de aplicativos usados separadamente, cada qual com sua função, dentro de outro aparelho cheio de funções, como o smartphone”,  avalia o inventor.

Quando questionado sobre redes veiculares em desenvolvimento, e carros autônomos, o inventor esclarece: “Se carros autônomos são o futuro, este projeto é o presente! Sua implementação comercial é mais fácil, acessível ao grande público, e com baixo custo de fabricação – 20 dólares em larga escala!”  

E compara: “Quando meu carro pode conversar com seu carro, e o seu carro pode conversar com um terceiro carro, todos vão ser capazes de substituir o excesso de dados compartilhados por meio da única coisa que os robôs não possuem: a intuição”.

Outra vantagem do invento: possibilitará a troca de informações instantâneas entre polícia, corpo de bombeiros e demais instituições governamentais ligadas de algum modo ao trânsito, de maneira a facilitar, também, a troca de informações importantes entre cidadãos e instituições do governo acerca de acidentes – inclusive por meio de campanhas de educação no trânsito.

Saiba mais deste e todos os projetos do inventor Paulo Gannam.

Tel.: (35) 9 8404 4124

Emailpgannam@yahoo.com.br

Leia mais;

Planeta Brasil 2017

Pousada DuBreu

Destrinchando

Destrinchando

Anterior

Pousada DuBreu

Próximo

Skate campeonato BH