DestaquesDestrinchando

Benefícios do Própolis

Benefícios do Própolis

Destrinchando

Por Rachel Capucio

Própolis é uma substância resinosa obtida pelas abelhas através da colheita de resinas da flora (pasto apícola) da região, e alteradas pela ação das enzimas contidas em sua saliva. A cor, sabor e o aroma da própolis variam de acordo com sua origem botânica.

Desde o Egito antigo ele é utilizado como antisséptico, no tratamento de feridas e inclusive na conservação dos corpos, o famoso ritual de mumificação. Mesmo com um histórico respeitável de uso, que lhe rendeu o posto de medicamento natural, o própolis só entrou pra valer na mira da ciência nos últimos 20 anos. Isso se deve, em parte, ao seu crescente apelo popular. O consumo mundial gira em torno de 2,3 mil toneladas por ano, segundo as pesquisas.

O Brasil ocupa um lugar de destaque nesse ranking. Somos o terceiro maior produtor da resina, ficando atrás da Rússia e da China. Aqui a produção de própolis dura o ano inteiro. Uma vantagem e tanto, se considerarmos que, em outros climas, as abelhas só fabricam o preparado no verão e na primavera.

Os benefícios do própolis para o organismo:

1.Combate amigdalites

Infecções nas vias aéreas superiores, como é o caso da amidalite, costumam ser provocadas por bactérias chamadas gram-positivas. E o própolis tem uma atividade
antibacteriana mais pronunciada em micro-organismos desse tipo.

2. Protege os dentes

Os responsáveis são os chamados compostos fenólicos, substâncias que, no corpo, estão por trás dos benefícios do própolis. Contribuem para a integridade do esmalte dentário e ajudam a prevenir cáries e a doença periodontal. Não é à toa que, já existem empresas incluindo o ingrediente na receita de seus cremes dentais.

3. Fortalece a imunidade

Imunologistas têm observado a participação do própolis em prol do sistema imunológico. Suas substâncias promovem maior ativação das células de defesa, favorecendo o reconhecimento e a destruição dos micróbios.

4. Acaba com a acne

O própolis além do aroma agradável, pode liberar na pele substâncias de ação antibacteriana.

Vale ressaltar que, ingerir doses regulares de própolis diariamente não imuniza ninguém contra a febre amarela, a zika, a dengue e a chikungunya já que a substância não é capaz de impedir as picadas de mosquitos.

Mesmo com tantos benefícios o própolis deve ser usado com cautela. Devemos lembrar que o mesmo não é um remédio milagroso, e em função de suas propriedades, deve ser utilizado com cuidado e quando necessário.

Leia mais:

Carol Francischini

Rachel Capucio

Rachel Capucio

Rachel Capucio de Paula e Silva é advogada, graduada pelo Centro Universitário de Belo Horizonte(UNI-BH), pós-graduada em Direito do Estado (Universidade Anhanguera/Uniderp) e em Ciências Criminais ( Faculdade de Direito Padre Arnaldo Janssen).

Anterior

Abacate preferido das dietas

Próximo

Quem deve tomar a vacina da gripe