DestaquesDestrinchando

Auguste Renoir: Rosa e Azul

Auguste Renoir: Rosa e Azul

 

Destrinchando

Auguste Renoir (1841-1919) foi um dos mais importantes pintores do Impressionismo francês. Entre suas principais obras estão: “Rosa e Azul” e “Retrato de Claude Renoir”. As Meninas Cahen; Anvers , também conhecidas como Rosa e Azul, é uma obra de Renoir datada de 1881.

Foi encomendada pelo banqueiro Louis Raphael Cahen; Anvers, pai das meninas Alice e Elisabeth que aparecem no quadro. A família do banqueiro não ficou satisfeita com o resultado final da obra e o quadro ficou esquecido. Só foi redescoberto muitos anos depois. A obra pertence ao acervo do Museu de Arte de São Paulo (MASP) desde que foi adquirida por Assis Chateaubriand , fundador do Museu. Renoir retratou nesta obra duas filhas do banqueiro Louis Raphael Cahen d’Anvers, Elisabeth e Alice, quando tinham respectivamente seis e cinco anos de idade.

O memorável pintor foi contratado para fazer vários retratos desta família, que conheceu através do colecionador Charles Ephrussi (amante de Louise Morpurgo, mãe das meninas), director da Gazette des Beaux-Arts. A irmã mais velha das meninas, Irene, também foi retratada pelo pintor.

A ideia, a princípio, era fazer retratos individuais de cada filha. Mais tarde, a família decidiu que as duas irmãs mais novas apareceriam juntas. Elisabeth e Alice surgem diante de uma pesada cortina de cor de vinho, aberta para revelar
um interior opulento, as irmãs estão impecavelmente penteadas e vestidas, seguram a mão uma da outra para maior segurança. Usam vestidos de festa idênticos, com fitas, faixas e meias da mesma cor e os cabelos estão penteados com franjas perfeitas.

Além de ser uma obra de grande perfeição, Rosa e Azul remete para as tonalidades que estarão presentes em muitas das obras do pintor, sendo suas cores favoritas. Alice viveu até os 89 anos e faleceu em Nice, em 1965. Elisabeth teve um destino trágico. Ainda jovem converteu-se ao catolicismo e mesmo assim foi enviada para Auschwitz, devido à sua origem judia. Faleceu a caminho do campo de concentração, em Março de 1944, aos 69 anos.

Leia mais:

Sheilla Raquel superação e sucesso nas redes sociais

Rachel Capucio

Rachel Capucio

Rachel Capucio de Paula e Silva é advogada, graduada pelo Centro Universitário de Belo Horizonte(UNI-BH), pós-graduada em Direito do Estado (Universidade Anhanguera/Uniderp) e em Ciências Criminais ( Faculdade de Direito Padre Arnaldo Janssen).

Anterior

Sheilla Raquel superação e sucesso nas redes sociais

Próximo

É possível aprender a falar um idioma sem nem chegar perto da gramática?