Débora BlandaDestaquesFitness

ACADEMIA EXERCÍCIOS FÍSICOS

ACADEMIA EXERCÍCIOS FÍSICOS

ACADEMIA EXERCÍCIOS FÍSICOS

Por Débora Blanda

Não deixe que pratica esportiva se torne um exagero ou distúrbio, mas, dê uma chance. Confira;

Eu era dessas pessoas que não entendem porque alguém vai a academia. Na minha cabeça não fazia sentido nenhum ficar repetindo aqueles movimentos, parecia até ridículo. Ir em um lugar, com aquele maquinário estranho, se desgastar com pesos, pagar por isso! Claro fazia um certo sentido se for para ter um corpo adequado aos padrões ditados pela sociedade.

Eu não entendia. Eu achava que essa história de “vou a academia pra ser mais saudável” era pura balela, que quem usava essa na terminologia estava entrando na modinha do treino. É um mercado vasto: moda fitness (volta e meia me assusta), academias, personal, nutricionista, venda de suplementos, dietas saudáveis, suco verde, blogues e milhares de vídeos, sem falar nas propagandas publicitárias.

O conjunto parecia me confinar a uma ditadura fitness, ou levar por mais um modismo. Então eu me rendi. Mesmo achando aquilo tudo meio ridículo fui convencida de que era uma boa causa, e aceitando que de fato era, fui pra academia. Confesso que nesse “fui” estão escondidos muitas faltas, muita preguiça. Cheguei ao ponto de ir a academia na ideologia “fake it til you make it”, esperando que se eu fingisse pra mim mesma que eu gostava de treinar eventualmente eu iria gostar mesmo.

Não sei se foi isso, mas algo mudou . Mudou porque eu percebi que o corpo precisa dessa “ajuda”. Que um treino de musculação não é para se tornar um “Jonnhy Bravo”, mas para melhorar a postura, fortalecer a musculatura (o que pode, por exemplo melhorar dores nas costas), ajuda no condicionamento físico e, claro, contribui muito na parte estética. Aquilo que eu pensei ser uma repetição “ridícula” é na verdade um exercício. Trabalha a concentração.

Cheguei a ler em algumas e na biografia identifiquei que “ajuda na memória”, tem um objetivo. Requer uma inteligência específica. E nessa você conhece melhor seu corpo (acredite na primeira semana senti dores em músculos que eu nem sabia ter). E você sente a endorfina… Você percebe a melhora na sua postura, você vê que depois de algumas idas os pesos já não são tão intimidadores. Sim, continuo com muita preguiça de deixar o conforto da minha casa para ir a academia.

Mas hoje eu entendo. É importante para uma vida saudável, para o bom funcionamento do corpo. Entender isso, para mim, faz toda diferença. Não quero que a pratica esportiva se torne um exagero ou distúrbio, mas faço um convite: dê uma chance.

Leia mais:

Entrevista Tico-Santa-Cruz

Supla

 

 

Destrinchando

Destrinchando

Anterior

COZINHA ESPANHOLA

Próximo

PROJETO PÃO E POESIA