DestaquesVictoria

A verdade sobre o amor e minha doce criatura

A verdade sobre o amor e minha doce criatura

A verdade sobre o amor e minha doce criatura

Foto: Brandon Woelfel

Destrinchando

Por Victoria B N Wall 

A verdade sobre o amor e minha doce criatura

Scarlett.

Eu entro nesse lugar onde não sei o que deveria ser.  Agora eu pergunto a vocês. E isso mesmo?

Hoje venho trazer uma reflexão que venho fazendo há muito tempo. As  vezes me pego ansiosa e pensando sobre o futuro, sobre coisas que não aconteceram ainda.

E nesse emaranhado eu me acho perguntando sobre amor, e tenho duas opiniões opostas de duas pessoas que escutam outras pessoas diariamente, um me fala que o amor está  realmente acabando, que não existe mais amor nos relacionamentos e o que as pessoas acham que o amor é mera paixão ou somente desejo. E a outra, minha atual analista me dizendo que escuta todos os dias que o amor esta vivo e respirando. Qual será a verdade?

Eu pessoalmente sou uma pessoa apaixonada pela beleza do mundo, pela beleza de cada segundo que se passa e cada movimento que alguém faz. Eu sou uma observadora.

Alguém um dia me disse que talvez o trabalho mais difícil de se fazer é ver a verdade pois ela é um rio que corre o tempo todo, e então  se você perde uma fração de segundos, puf! A verdade passou por entre seus dedos.

Eu volto a me perguntar, o amor ainda existe?

E pergunto pois eu mesma duvido da minha capacidade saudável de amar. Eu vejo amores enormes entre familiares e vejo também alguns românticos mas esses normalmente são envolvidos em cobranças e dividas infindáveis, nunca estão no mesmo nível, nunca uno.

Minha percepção é que as coisas não são perfeitas e nunca vão ser, mesmo se tentarmos muito. Agora, podemos ser verdadeiros, mentiras são venenos que matam lentamente.

Elas são doces e não tão amargas quanto as verdades ou gritos de socorro no escuro, ora pois são atrativas. São doces licores que adoçam uma verdade cruel.

Vamos voltar para o amor, todo relacionamento não baseado na verdade é condenado a ruína, todos os licores de um bar não vão adocicar o gosto amargo que elas deixam no coração depois.

E o amor ainda existe? Somente se há verdade.

-Ela era uma doce criatura. Presa em tantas coisas que nem posso dizer em uma historia só.

Eu a conheço desde os 18, vendo a dançar nas festas de 4 de julho, mas botas batendo no ritmo da musica e os jovens dançando ao seu redor.

Scarlett era marcante.

Ela iria dançar como se nada no mundo estivesse acontecendo e aquilo parecia o ar dela, se segurar nas coisa mais simples e ali residir, coisas complicadas demais pareciam assusta-la. Eu digo por mim, ela era a pessoa mais complicadamente simples que eu ja havia visto.

Essa carta que escrevo e divido com vocês hoje e para lembrar como a doce Scar era e como ela merece mais do que tragédia. Eu leio hoje para vocês com amor no coração por dizer que tive o maior amor da minha vida aos 18 anos de idade e hoje sendo um professor de literatura prestes a se aposentar, sei que ela sempre foi sempre vai ser minha doce criatura.

Vocês  devem imaginar, o que pensam meus filhos quando digo que Scar era e é meu maior amor. E eu lhes digo, eles, todos os 3 ficam felizes e seus olhos brilham por pensar que seu pai havia vivido algo tao intenso e lindo que ainda lhe faz chorar de vez em quando.- Harry fez uma pausa olhando para a audiência, vendo aquele auditório cheio de alunos queridos e vendo todo seu trabalho feito nos últimos 50 anos nessa grande faculdade. Ele sabia que ele só não  tinha ensinado literatura mas sim amor.

-Bom, vamos voltar a scar, ela era a garota mais bela que eu ja tinha visto em todas as minhas vidas, e digo assim por que literatura já era uma das minhas paixões e através de livros eu ja havia visto muitas mulheres belas, mas ela. Oh ela.. Ela te tirava o fôlego só de se pensar.

Ela foi minha paixão secreta até quando tínhamos 20 anos e ela havia vindo a casa dos meus pais trazer um presente que sua mãe havia mandando para a minha. Naquele dia eu estava só em casa, ao abrir a porta o sorriso encantador dela me puxou para atrás. Bom, posso dizer que depois desse dia nós não  éramos mais só conhecidos ou amigos, nos  não  conversávamos a língua da amizade mas também da paixão mutua.

E olhe bem, ela era difícil.

Éramos sempre opostos mas isso só me fazia ama-la mais e mais.

Eu queria um gato e ela um cachorro, café , chá . Azul e vermelho. Mar e céu.

Tudo era invertido, o que só me fazia querer conhece-la mais ainda, saber mais sobre como aquele ser me amava tanto mesmo que fôssemos ao contrário.

Aquele amor cresceu até quando ao chegar em casa um dia eu soube que queria passar o resto da minha vida com ela, ali fragilmente eu me ajoelhei e lhe dei um anel, depois de dez anos juntos. Ao vê-la chorar eu chorei também e ali não  éramos  mais opostos, éramos um só sentimento.

– Harry fez outra pausa agora olhando para seus filhos na plateia, dois meninos e uma linda menina, River Jones, o mais velho, Seth Jones o segundo e a última, a doce menina que tinha os mesmos olhos verdes do pai mas a mesma beleza da mãe, Elizabeth Jones. Ele via Scar em tudo que Elizabeth era, ela era a copia perfeita de sua mãe, mas ainda melhor.

Era era sua filha. River era independente, forte e decidido, e ao contrario Seth era delicado como uma flor, ele tinha o coração de ouro e era uma apaixonado assim como seu pai. Sempre apaixonado por tudo na vida.

-Nada demorou depois disso, nós nos casamos um ano depois, e River foi nosso primeiro filho.

Agora o motivo do nome tão diferente, quando eu e Scarlett namorávamos nós íamos muito a rios nadar, e isso era uma de nossas paixões, a água . Ora pois, a água molda as mais duras pedras, com paciência e dedicação, não  tinha nome mais perfeito para meu primeiro filho do que River.

E assim fomos, no meio de fraudas e bebês chorando de madrugada. Era muito difícil, eu passava noites sem dormir e nas minhas pausas aqui na faculdade eu ia para o banheiro com uma colher na mão, me sentava no chão e assim que eu dormisse a colher iria cair e eu iria acordar. Nessa época eu e Scarlett começamos a brigar, pela primeira vez brigávamos pelos mesmos motivos que nos faziam nos amar. Eu acho que nada é perfeito, e ali eu vi aquilo.

Eu era decidido que não  iria deixar meu amor morrer, e ali perseverei, estamos juntos de novo.

Os anos foram passando e Scarlett e eu fomos envelhecendo, nossos filhos crescendo e aos poucos eu via a beleza da vida cada vez mais.

Hoje posso dizer não  me arrependo em nada de ter passado esses incríveis anos com a minha doce criatura.

Por favor queridos alunos, não  se esqueçam, ainda existe beleza no mundo, ela só está escondida de vez em quando atrás dos olhos de alguém.

Harry foi aplaudido de pé, e a única pessoa que ele conseguia pensar naquele momento era sua doce criatura.

Scarlett.

Victoria Wall

Victoria Wall

Olá, posso dizer que atendo por muitos nomes. Nomes dos quais as vezes me perco. Ora sou Victoria Wall, ora Scar ou ate mesmo Angie. Moro no Canada, sou estudante, poeta, escritora, amante da beleza e observadora do mundo."A maior beleza que existe no universo reside na pequena fração do momento”

Thomas Sabo 2018 11
Anterior

Thomas Sabo 2018

Design Brasil 3
Próximo

Design Brasil