DestaquesDestrinchando

A arte de fazer a leitura nas entrelinhas

A arte de fazer a leitura nas entrelinhas

Destrinchando

“Sou responsável pelo que eu falo, não pelo que você entende”

Essa é uma frase que nós da comunicação, que possuímos o comportamento inteligente não podemos levar ao pé da letra pois, somos responsáveis pelo dois: o que falamos e o que as pessoas vão entender.

Comunicar é uma ferramenta poderosa e fundamental no relacionamento interpessoal, pois é por seu intermédio que as pessoas expressam suas ideias, mostram suas emoções e ouvem o mesmo de outras.

E como na maioria das vezes não existem relações sem contatos, precisamos entender e nos fazer compreender por  vários tipos de comunicação (falar, ouvir e se expressar).

Mas a questão é: As pessoas falam exatamente o que querem dizer? Será que elas dizem uma coisa e sentem outra? Ouvem exatamente e entendem o que o outro quer falar?

Vivemos em um mundo que é importante sabermos desempenhar papéis que nem sempre são os mais ajustados aos nossos desejos e expectativas e as vezes nos fazem vivenciar algumas “saias justas”. Assim, é fato que precisamos enxergar através, de um olhar que se sobreponha ao óbvio, ao lógico. Quase que um olhar de águia de raio X, que vê além de algo o que se manifesta – é trazer o latente para a observação natural.

A incessante procura por um comportamento sábio, não pode nos levar a apresentar e mostrar ao mundo apenas a nossa visão. É preciso sabermos interpretar e passar adiante.

É mais fácil , da menos trabalho e pode gerar até menos estresse, não ficar tentando entender – se o outro disser que não quer aceitar isso como uma verdade absoluta.

Se ele falar tudo bem, esse é o seu verdadeiro desejo. Mas minha comunicação é com VOCÊ, pessoa de sucesso, aquela que deseja ser lembrada como alguém que sempre excedeu as expectativas da vida. Ai não tem jeito vamos ter também que aprender a arte da superação na capacidade das entrelinhas.

Então seguem minhas dicas para melhorar essa habilidade

*Quando falar ou ouvir alguém, os olhos precisam estar no outro. É olho no olho! Isso faz com que nossa percepção de detalhes aumente, e muitas vezes é lá que residem as verdades. Aliás, Einstein dizia: “Deus esta nos detalhes”. Ele tinha razão, pois eles são um grande diferencial competitivo.

* Ouça e não apenas escute. Não faça a audição seletiva, deletando o que não interessa, e permanecendo apenas com o que diz respeito aos seus interesses. Ouvir é prestar a atenção ativa. Não interrompa e não tente adivinhar.

*Ligue-se na importância da comunicação não verbal: gestos, trejeitos, no comportamento do corpo. Saiba que essa é a forma de comunicação que as pessoas mais valorizam, as mais atentas, é claro.

Importante: Relacionamentos de sucesso são baseados em verdades. Hasta!

Leia mais:

Ninguém vale a sua insônia

Lucas Machado

Lucas Machado

Escritor, profissional de Marketing e Comunicação.

Anterior

Ninguém vale a sua insônia

Próximo

Construindo nossa transformação futura. É possível?