DestaquesThiago Chiericatti

Sopa de Funghi

Sopa de Funghi

Sopa de Funghi

 

Por Thiago Chiericatti

 

Quando era criança, raramente comia as sopas que minha mãe fazia porque achava estranha aquela mistura toda, e eu detestava pedaços carne cozida no meio do macarrão.

Nas minhas preparações para menu degustativo e pesquisas culinárias fui descobrindo centenas de possibilidades diferentes de se fazer uma boa sopa , porque também não aguento a mesmice das sopas por aí…

Mas as boas receitas me atraem porque sopa é bom caminho para fazer a criançada (e os adultos) experimentarem legumes que normalmente não comem – como cará e inhame, por exemplo.

Esta receita é adaptada de um clássico italiano a sopa de zuppa di funghi e patate, Leva uns 50 minutinhos para ficar pronta, o preparo é muito simples e a oportunidade é boa para comer uma sopa saborosa. Deixe o caldinho de feijão, de batata, a sopa de macarrão para outro dia…

Os cogumelos têm baixa caloria, são ótima fonte de proteína vegetal e ricos em potássio, entre outro nutrientes. A receita original leva champignon fresco e porcini seco, que é bem típico da culinária italiana.

O preço do porcini é, sim, um pouquinho salgado, mas vale pesquisar nas lojas de importados (ou pela internet) porque bastam algumas gramas para transformar qualquer receita. Quem não está a fim de gastar com porcini seco pode ficar tranquilo – substitua por shitake desidratado, que nada mais é do que o que chamamos de “funghi seco”, e que pode ser comprado com maior facilidade também.

Não posso dizer que a sopa com shitake terá o mesmo sabor da sopa com o porcini, mas que vai ficar bom, isso vai…

Nesta receita não dá para substituir o cogumelo paris fresco por aqueles de conserva de jeito nenhum!

Ingredientes : 200 g de cogumelo paris/champignon 6 g de cogumelo porcini seco ou shitake desidratado 1/2 cebola confit 200 g de batata picadas em cubos 2 colheres (sopa) de azeite de oliva salsa a gosto 1 colher (sopa) de alho-poró desidratado ou 1 talo de alho-poró fresco fatiado 200 gr de bacon 1 colher (sopa) de farinha de trigo 2 colheres (sopa) de missô 3 xícaras (chá) de água Preparo:

Preparo: Aqueça a água até amornar e hidrate o porcini seco e alho-poró fresco por cerca de 10 10 minutos. Retire os cogumelos, mas reserva a água (que será aproveitada no cozimento). Corte o porcini em tiras, fatie também os cogumelos frescos e corte a batata em cubos. Leve uma frigideira ao fogo alto com a manteiga e o azeite e doure as batatas.

Em outra frigideira aqueça e doure as camadas de cebola por 4 minutos Passe-as para uma assadeira e junte o tomilho, o caldo de legumes. Asse em forno preaquecido, a 180C, por 10 minutos. Acrescente o vinho branco, mexendo com cuidado, e asse por mais 10 minutos. Reserve Junte os cogumelos o alho-poró e a água onde o porcini foi hidratado, cozinhando por 30 minutos.

Mexa de vez em quando e acrescente água quente durante o cozimento, se necessário, mas não exagere porque é pra ser uma sopa mesmo, mais encorpada, não cheia de caldo ralo. Leve o bacon em uma frigideira pré aquecida e espere dourar. Torre a farinha de trigo na manteiga e acrescente água fria até chegar na textura homogênea. Desligue e acrescente o missô – se preferir, dissolva o missô separadamente com um pouco do caldo e só depois coloque na sopa.

Após finalizar seu prato, coloque as batatas douradas e os bacon . O missô é bem salgado e costuma ser suficiente, mas vale provar e acrescentar uma pitadinha de sal marinho se for preciso.

Lucas Machado

Lucas Machado

Escritor, profissional de Marketing e Comunicação.

Anterior

Homem moderno

Próximo

Palácio da Alvorada